Linha 4

Publicidade

Crescimento de vendas online traz oportunidade para empresas com foco no delivery

Redação Tarobá News

Uma pesquisa realizada pela Serasa Experian, no início de 2021, mostra que 73,4% dos micro, pequenos e médios empreendedores estão vendendo online durante a pandemia. A necessidade de isolamento social, somada à busca das empresas por continuar vendendo, fez com que a comercialização pela internet, que já era uma tendência, tivesse um grande crescimento. Este crescimento de vendas online trouxe oportunidade para empresas com foco no delivery e, também, àquelas empresas de tecnologia que têm como foco ferramentas que ajudam no desenvolvimento dos negócios.

Romenique Novais Pereira é proprietário da Drogaria Confiança, no Rio de Janeiro, e é um dos exemplos de empresas que viram a necessidade de investir no delivery. São apenas dois meses de uso de uma ferramenta de tecnologia que auxilia nas vendas online no ramo farmacêutico, mas a projeção de crescimento de vendas já é de 42%, o que corresponde a 8% de crescimento em números totais do delivery da empresa.

“Sempre vimos a necessidade de investir no delivery porque cada vez mais o cliente quer a comodidade de comprar sem sair de casa. Com o início da pandemia, notamos o crescimento deste segmento e vimos a necessidade de estar online não só por meio das redes sociais, mas também vendendo pela internet. Acredito que, se mantivermos a projeção de crescimento deste mês, em breve o nosso site será o principal canal de vendas, superando as vendas pelo WhatsApp, que até então era nosso canal líder de vendas online”, complementa.

A ferramenta usada na drogaria do Romenique foi desenvolvida pela startup MyPharma, de Cascavel, oeste do Paraná, que atende empresários donos de farmácias por todo o Brasil. A startup disponibiliza ferramentas para o ramo farmacêutico vender online de forma mais fácil e segura, com diversas funcionalidades.

“O mercado tem ido para o lado da facilidade, inovação e comodidade desde a revolução industrial. Uma compra online feita de casa com poucos cliques, é infinitamente mais cômoda que gastar horas na rua para comprar itens de necessidade básica como remédios, alimentos e outros itens de consumo”, avalia o diretor de marketing da startup, Carlos Henrique Soccol.

Para ele, a pandemia adiantou uma curva de crescimento digital, que agora é um caminho sem volta.

“A pandemia não trouxe isso como uma moda passageira. O crescimento digital, que antes era mais linear, passou a ser exponencial”, reforça.

COMENTÁRIOS

Publicidade

Publicidade

Nós usamos cookies teste site para lhe proporcionar a melhor experiência possível lembrando de preferências em visitas anteriores. Clicando em "Aceitar" você aceita o uso de cookies e nossos Termos de Uso.