Número de farmacêuticos que buscam cursos de especialidade clínica aumenta

Redação Tarobá News
08/01/2020 11:14

Entre 2016 e 2019, cerca de 16 mil farmacêuticos concluíram algum curso de capacitação ou graduação certificados pela Associação Brasileira de Redes de Farmácias e Drogarias (Abrafarma). Isso representa um crescimento de 62% no número de salas de atendimento clínico dentro de farmácias, esse aumento é possibilitado pela busca dos profissionais por cursos de especialização em serviços de atenção primária.

O profissional da área com especialidade clínica tem ganhado cada vez mais reconhecimento no mercado de trabalho desde a Lei Federal 13.021, de agosto de 2014, que garante a presença dos farmacêuticos nas farmácias. Ele cuidará do paciente, visando o uso racional dos medicamentos de modo a otimizar a farmacoterapia. A lei também especifica que o ambiente é usado para a promoção da saúde.

Desta forma, a legislação enxerga como serviços farmacêuticos os seguintes itens: “prestar assistência farmacêutica, assistência à saúde e orientação sanitária individual e coletiva, na qual se processe a manipulação e/ou dispensação de medicamentos magistrais, oficinais, farmacopeicos ou industrializados, cosméticos, insumos farmacêuticos, produtos farmacêuticos e correlatos”.

A Abrafarma promove cursos de pós-graduação e de especialização aos profissionais graduados no curso de farmácia. O programa Assistência Farmacêutica da Abrafarma possui nove cursos on-line e gratuitos, que totalizam 400 horas de estudo. Em entrevista dada ao Guia de Farmácia, Cassyano Correr, coordenador do projeto, afirma que “a farmácia é a porta de entrada do sistema de saúde para a população brasileira. Assim, contribuindo para a prevenção de doenças. A transformação nesses estabelecimentos só é possível com a especialização e conhecimento científico desses profissionais”.

Apenas de janeiro a setembro de 2019, as inscrições nos cursos de especialização cresceram cerca de 101%. Enquanto isso, o número de certificados emitidos saltou 124%. Neste mesmo período, quase 3 mil profissionais decidiram aprimorar os conhecimentos em Farmácia Clínica e Serviços Farmacêuticos, enquanto Semiologia e Consulta Farmacêutica e Hipertensão Arterial também eram algumas das opções. Há cerca de 14 mil farmacêuticos inscritos em alguma das modalidades, sendo que mais de 7 mil deles estão cursando as especializações.

Outra alternativa para a conseguir obter o título de Farmacêutico Clínico é através da pós-graduação. Há modalidades on-line e presencial disponíveis em vários estados do Brasil, com destaque para cidades como São Paulo, Fortaleza, Brasília, Recife, São Luís, Montes Claros e Belo Horizonte.