Uma boa saúde depende do equilíbrio alimentar

Redação Tarobá News
08/01/2020 17:35

A expressão “você é o que você come” não mente. Tudo o que ingerimos, ou deixamos de ingerir, impacta nossa saúde e se manifesta de várias formas -- desde uma dor de estômago até o aparecimento de acne na pele.

Cada pessoa tem um metabolismo e reage de formas diferentes a cada alimento, por isso, é preciso refletir como cada um se sente após a ingestão de determinados pratos. Apesar da grande quantidade de informação disponível, seja em artigos ou sites, é difícil definir no dia a dia o que é a alimentação saudável.

A escolha de uma dieta balanceada e com variedade é o primeiro passo para uma boa alimentação. Todo dia é necessário consumir certas quantidades de carboidrato, proteína, gorduras, cálcio, fibras e minerais -- tarefa quase impossível quando não há diferentes alimentos na mesa.

Por isso, é importante que o consumo de alimentos durante o dia inclua frutas, pães, oleaginosas e verduras, permitindo que o corpo absorva o máximo de vitaminas. Além disso, deve-se evitar o consumo de produtos industrializados, que dão a falsa sensação de consumo de vitaminas, além de possuir altas quantidades de sódio e açúcar. Caso surja a vontade de comer doces ou biscoitos, opte pelas opções mais naturais e com presença de fibras.

Além da alimentação, hábitos saudáveis colaboram para uma melhor qualidade de vida. Praticar exercícios físicos e tomar muita água ajudam a prevenir doenças e manter o exterior do corpo em bom estado, beneficiando o aspecto da pele e a força das unhas e do cabelo. Definir objetivos, como ganho de massa muscular ou aumento de peso, também é uma forma de facilitar a escolha dos alimentos. Entretanto, é importante lembrar que nenhum objetivo deve se opor à saúde física e mental.

Entretanto, nem todas as pessoas conseguem chegar ao consumo necessário de calorias por dia, seja por questões hormonais ou por doenças, como anemia. Nesse caso, é preciso fazer acompanhamento médico e nutricional, que pode receitar uma dieta específica ou o uso de suplementos.

Em 2015, o Ministério da Saúde publicou o Guia Alimentar para a População Brasileira, uma cartilha que discute escolha dos alimentos, tipos de combinação e preparação, importância da comensalidade -- ato de comer junto, em grupo ou família --, entre outros pontos importantes na busca pela alimentação saudável. O guia está disponível na internet, sendo de fácil acesso.

Foto: Divulgação