Gestação: 32 histórias se unem na 6ª turma de 2019 do Projeto Cegonha

Redação Tarobá News
30/09/2019 06:25

Mamães de primeira, segundo ou terceira viagem... Papais ansiosos pela chegada dos filhos... São muitas histórias que se entrelaçam na 6ª turma de 2019 do Projeto Cegonha, da Unimed Cascavel. Os encontros começaram no dia 18 de setembro, na sede da cooperativa de saúde e vão durar seis semanas, sempre às terças-feiras, das 18h30 às 20h. Este grupo é composto por 32 gestantes. Muitas delas vêm acompanhadas pelo marido ou outros filhos. Afinal o nascimento envolve toda a família.

A Patrícia Vieira de Freitas começou no projeto com 33 semanas de gestação. Ele é a prova de que existem muitas dúvidas mesmo na cabeça de uma mulher que já é mãe. “Cabeça de mãe sempre tem dúvida. A minha primeira gestação foi há quase 15 anos. Muitas novidades surgiram de lá para cá. Por isso, vim atrás de conhecimento. Eu quero aprender mais sobre a amamentação”, conta a recepcionista.
A bióloga Vanessa Batista Figueiredo se prepara para trazer Alice ao mundo. Ela comprova que há muitas interrogações na cabeça de uma mamãe de primeira viagem: “Na minha cabeça estão todas as dúvidas possíveis e imagináveis. Por mais que eu tenha um conhecimento teórico sobre Biologia, eu quero aprender mais, debater e conversar com outras grávidas, além de ouvir conselhos das profissionais da saúde que ministram os cursos.”
Ansiedade dos papais
Tiago Setti já conhecia o Projeto Cegonha porque é colaborador da Unimed Cascavel. Mas a emoção é totalmente outra agora que ele participa dos encontros para a chegada do primeiro filho - ou filha, já que os exames mais recentes apontam 90% de chance de ser uma menina. “Estou ansioso para dar o apoio ideal para a minha esposa e para conhecer o bebê. Eu nunca troquei uma criança... então quero aprender para fazer tudo com segurança”, revela o futuro papai.
Carinho especial
A advogada Camila Dondoni vive várias emoções neste período da vida. Ela, que ainda não é mãe, descobriu que dará a luz a um menino. Além das perguntas que toda gestante quer fazer, a Camila tem várias questões para dar ao filho tudo o que ele merece: “Estou com muitas perguntas para fazer, principalmente porque vou ser mãe de um menino com Síndrome de Down. Por isso, especialmente para a minha gestão, todas as orientações são superimportantes”, diz a advogada, que acrescente: “É muito bom ter esse apoio de profissionais de várias áreas e essa troca de conhecimentos”.

O projeto
O Cegonha é um programa que oferece dicas de saúde para ter uma gravidez saudável, o que se reflete no bem-estar da mamãe e do bebê. O projeto é gratuito, voltado a mulheres grávidas que estejam a partir da 20ª semana de gestação e que sejam beneficiárias da Unimed Cascavel.
Inscrições
Para se inscrever, clique AQUI ou ligue no CAS. O telefone é 3038-8989.


Cuidar de você. Esse é o plano.