O poder e a magia da maternidade, Unimed ressalta a importância desse momento no Projeto Cegonha

Unimed Cascavel
09/08/2019 07:11

Ser mãe é algo que não existe manual ou um roteiro para seguir, é uma relação construída diariamente, da gestação ao nascimento do filho. A chegada de um filho é um momento de completa modificação para a família, em especial para mãe.

Com objetivo de ampliar os conhecimentos das futuras mamães e papais, a Unimed Cascavel realiza o Projeto Cegonha que aborda assuntos que auxiliam na preparação da chegada do filho.

Para lembrar a comemoração do Agosto Dourado, mês da amamentação, esse foi o tema que as 26 mamães e papais iniciaram a quinta turma do projeto de 2019. No novo grupo, uma mãezinha especial, a Márcia, que tem deficiência auditiva. Ela e o esposo estão participando do projeto com objetivo de aprender, buscar conhecimento já que é o primeiro filho do casal. “É o nosso primeiro filho, achamos muito importante para termos instrução correta, para saber o que teremos que fazer, quais serão os nossos próximos passos nessa jornada”, reforça Fernando de Souza Garcia. Ele afirma ainda que os dois estão prontos e preparados para aprender tudo o que conseguirem durante os módulos do projeto.

A Unimed Cascavel tem em sua essência o cuidado com as pessoas, no caso dessa mãezinha algumas adaptações, em especial na linguagem foram realizadas. A enfermeira Juliana Cataneo explica que todas as apresentações serão adaptadas, além da presença da intérprete de libras acompanhando todos os módulos. “A adaptação foi realizada, não só com a presença de uma colaboradora da Unimed, que vai participar de todos os módulos, mas também com o material das apresentações. Nós substituímos os textos longos por fotos, animações, vídeos para melhorar a compreensão dessa mãezinha”, relata Juliana.

A colaboradora da Unimed Bianca Brum, intérprete de libras, aprendeu a se comunicar na escola, não quis mais parar e hoje ela faz parte do grupo de intérpretes da cooperativa. “Eu tinha uma amiga na minha sala de aula que era surda, eu senti a necessidade que ela tinha de se comunicar e interagir com outras pessoas além da professora, por isso, quis aprender. E hoje eu me sinto muito especial em poder participar e ajudar no projeto Cegonha. A linguagem de libras é muito importante”, explica a jovem de 19 anos.

Um dos acontecimentos mais poderosos do ser humano é a maternidade, é a paternidade, um amor capaz de mudar por completo a vida de mulheres e homens. O projeto Cegonha tem o propósito de auxiliar essas pessoas a se prepararem para esse momento mais sublime, a chegada de um filho.

Se você é beneficiária da Unimed Cascavel (158), está grávida ou conhece alguma gestante, a próxima turma terá início no dia 17 de setembro às 18h30 no Auditório da cooperativa, faça a sua inscrição pelo telefone (45) 3099-4142 ou pelo link: www.unimedcascavel.coop.br/prevencao