Rede de Cuidados Continuados discute a importância do controle de sintomas

Unimed Cascavel
22/09/2019 07:48

Médicos cooperados e profissionais da área da saúde participaram do 6º módulo do Curso de Aperfeiçoamento Avançado em Cuidados Paliativos, que faz parte da capacitação dos profissionais que vão atuar na Rede de Cuidados Continuados (RCC) da Unimed Cascavel. “Vamos debater temas como dispneia, delírios, náuseas e vômitos por meio de casos clínicos, em discussões em grupo, análise da teoria e consenso das sugestões. Quero que os participantes deste curso lembrem sempre que o paciente deve ser visto como um todo, não só físico, mas psíquico, social, espiritual”, contou a geriatra e médica paliativista Rafaela Cândida de Carvalho.

O curso começou em de abril de 2019 e segue até janeiro de 2020. O objetivo é aprofundar os conhecimentos na área, além de capacitar esses profissionais para enfrentar os principais cenários de atendimento em Cuidados Paliativos. “Eu acho que a questão dos cuidados paliativos é muito importante. No Brasil esse modelo ainda é algo novo, diferentemente dos países da Europa, onde isso já é bastante difundido. O que destaco de aprendizado neste módulo é a abordagem à família e ao paciente, pois o paciente não é apenas alguém tão adoecido a ponto de não entender pelo que está passando”, resume a fisioterapeuta Mayara Fritz, participante do curso.

Enfermeiros e psicólogos também participam da capacitação. “Para além do controle de sintomas, que é algo mais geral, a gente está discutindo desde o comecinho: o que um psicólogo faria em Cuidados Paliativos, como é que a gente consegue abordar isso, que tipo de intervenção que a gente faz... E o legal desta sala é que aqui a gente tem duas nutricionistas, dois fisioterapeutas e uma farmacêutica. Assim a gente consegue promover uma discussão multidisciplinar”, diz a psicóloga Karen Pereira Bisconcini.

“Eu trouxe conteúdo teórico, por meio de literatura atualizada, além do conteúdo prático, que é o principal, com estudos de caso e simulação realística. Eu quero que eles saibam o que eles têm que observar em um paciente de cuidados paliativos, ou seja, quais são os cuidados de Enfermagem que é preciso ter com esses pacientes. O principal é que eles percebam que cada pessoa é única e que o cuidado é personalizado”, finaliza Marinete Esteves Franco, enfermeira especialista em cuidados paliativos.


RCC

A Rede de Cuidados Continuados é um sistema composto por todas as modalidades de atendimento em cuidados paliativos (hospitalar, ambulatorial e domiciliar) conduzida por equipes capacitadas para lidar com as demandas físicas, psicossociais e espirituais apresentadas por pacientes e familiares. Essas modalidades estão obrigatoriamente inseridas em um sistema completo de atendimento em rede, com monitoramento, gerenciamento de risco, reabilitação de curto prazo e desospitalização moderna e segura. A rede será implantada de forma piloto em novembro de 2019. Em seguida, a RCC entrará em pleno funcionamento no primeiro semestre de 2020, trazendo uma nova era de cuidados que são a marca da Unimed.

Cuidar de você. Esse é o plano.