Você sofre de hipotireoidismo?

Unimed Cascavel
07/09/2019 07:15

 O hipotireoidismo é um distúrbio da glândula tiroide, responsável pelos hormônios T4 (tiroxina) e T3 (triiodotironina), importantes para o funcionamento harmônico do organismo e pela estimulação do metabolismo. Quando a tireoide produz pouco ou deixa de produzir esses hormônios, dá-se o nome de hipotireoidismo. A incidência de hipotireoidismo é maior nas mulheres do que nos homens. 

Principais sinais e sintomas

A baixa produção de hormônios tireoidianos reduz as funções orgânicas tornando-as mais lentas. Os principais sintomas são:

• Cansaço
• Depressão
• Adinamia (falta de iniciativa)
• Pele seca e fria
• Prisão de ventre
• Aumento do peso
• Queda de cabelo
• Diminuição da frequência cardíaca
• Voz mais grossa
• Mixidema (inchaço duro)
• Diminuição do apetite
• Sonolência
• Reflexos mais vagarosos
• Intolerância ao frio
• Alterações menstruais (mulheres) e na potência e libido (homens)

Diagnóstico e tratamento

O hipotireoidismo é diagnosticado por meio de exame de sangue. Nos recém-nascidos, essa disfunção pode ser percebida no “teste do pezinho”. 

Quando a doença é diagnosticada, no início é feita a reposição por via oral do hormônio que a tireoide deixou de produzir. No caso de emergências, o médico pode optar por aplicar o hormônio tireoidiano por meio de via intravenosa.

Prevenção 

Manter uma alimentação equilibrada e praticar exercícios físicos regularmente é uma boa maneira de prevenir doenças. Após os 40 anos de idade, a dosagem do TSH (hormônio estimulante da tireoide que regula a produção do T3 e T4) deve ser medida regularmente. 

Cuidar de você. Esse é o plano.