Veja como proteger seus dados

Redação Tarobá News
28/01/2020 19:24

Segundo levantamento conduzido pela IBM em dezembro, seis em cada dez brasileiros já tiveram seus dados vazados.

O Facebook passou por pelo menos 3 vazamentos de dados em 2019, expondo mais de 600 milhões de pessoas ao furto de informações, como senhas.

Salvar dados de pagamento online, repetir a mesma senha em vários sites, usar redes Wi-Fi públicas e aproveitar perfis de redes sociais para fazer login, podem arriscar a segurança dos seus dados.

Aqui estão sete dicas para proteger suas informações online:

1. Não salve dados de pagamento: Mesmo as empresas mais confiáveis podem falhar em proteger os dados e acabar expondo suas informações sensíveis. 

2. Faça ajustes de privacidade em redes sociais e outros serviços: Procure não publicar fotos e vídeos que exponham informações sensíveis. Desativar a marcação automática em fotos, desabilitar a localização e bloquear usuários incômodos, também pode ajudar.

3. Não repita a mesma senha em vários sites: Facilita o furto de dados e credenciais de um site, que podem ser utilizadas para violar outros serviços. Por isso, além de usar senhas exclusivas, é importante fazer combinações longas, com mais de nove ou dez caracteres e que misturem letras maiúsculas e minúsculas, números e símbolos especiais.

4. Não use perfis de redes sociais para fazer login em outros sites: Embora poupe tempo, o "login único" não é seguro, por conceder ao site acesso às informações pessoais contidas na conta de e-mail ou rede social, abrindo caminho para violações de privacidade.

5. Reveja as permissões de aplicativos: Aplicativos podem acessar indevidamente a privacidade dos usuários, em alguns casos, de fábrica. É recomendável controlar manualmente como os aplicativos tem acesso aos seus dados.

6. Ative a verificação em duas etapas: Dificulte a ação de invasores ao inserir uma fase extra, de verificação do dispositivo, no processo de login.

7. Evite usar redes Wi-Fi públicas: Existem redes públicas falsas criadas para roubar dados dos usuários. A partir do login, são rastreados dados como senhas e outras informações pessoais fornecidas.

Fonte Tech Tudo