Londrina
Cascavel
  • Londrina
  • Cascavel
Londrina
Cascavel

Guido é 7º nos 100m costas e Felipe Lima e João Gomes vão à final nos 50m peito

25/07/17 às 14:45 - Escrito por Estadão Conteúdo
Foto: Divulgação -

O terceiro dia de provas da natação no Mundial de Esportes Aquáticos em Budapeste foi o primeiro em que o Brasil não esteve no pódio. Após as medalhas de prata conquistadas no revezamento 4x10 metros masculino e por Nicholas Santos nos 50m borboleta, Guilherme Guido, o único finalista do País nesta terça-feira, ficou em sétimo lugar na disputa dos 100 metros costas.

Guido marcou o tempo de 53s66 na final, resultado que o deixou em penúltimo lugar entre os finalistas. O ouro foi conquistado pelo chinês Xu Jiayu, com 52s44. Ele havia dominado a prova desde as eliminatórias e assim melhorou o seu resultado em relação à Olimpíada do Rio, quando foi o medalhista de prata.

Com isso, também superou os dois norte-americanos que foram ao pódio. Matt Grevers foi o segundo colocado, com a marca de 52s48, enquanto Ryan Murphy terminou em terceiro lugar, com 52s59. Após a prova, Guido se declarou satisfeito com o seu rendimento na sua primeira final individual em uma edição do Mundial.

"Eu fui para cima. Era o que tinha para hoje. Ficou meio segundo acima do meu melhor tempo, mas vinha muito constante, com tempos próximos desde as eliminatórias. Estou feliz de ter disputado minha primeira final na carreira. A gente sempre quer mais, mas dei tudo o que eu tinha e fiquei feliz em ser o sétimo melhor do mundo", afirmou, em entrevista ao SporTV.

BRASILEIROS NA FINAL DOS 50M PEITO - Também nesta terça-feira, dois brasileiros - Felipe Lima e João Gomes Júnior - se classificaram à final dos 50 metros peito, agendada para esta quarta, quando eles terão o complicado desafio de superarem Adam Peaty.

Após avançar às semifinais com um novo recorde mundial, de 26s10, o britânico voltou a repetir o feito para se garantir na disputa de medalha ao cravar o tempo de 25s95, vencendo a sua bateria. Quem mais se aproximou dele foi Felipe Lima, que ganhou a outra semifinal, avançando em segundo lugar na classificação geral, com 26s68. Ainda assim, ficou a 0s73 do incrível resultado obtido por Peaty.

"O cara nadou muito forte, foi impressionante. Ele não tem uma saída boa, mas a parte final foi demais. Eu e o João vamos ter que tentar segurar esse cara nos últimos 15 metros amanhã", comentou Felipe Lima.

João Gomes, que nadou na série de Peaty, ficou em terceiro lugar na bateria, com 26s86, e em sétimo na classificação geral das semifinais. "Agora é rever o vídeo da prova. Senti um pouco no final, preciso ver o que aconteceu e tentar acertar para amanhã para buscar a medalha", comentou o brasileiro, que bateu o recorde sul-americano da prova nas eliminatórias.

LEONARDO DE DEUS ELIMINADO - Por sua vez, Leonardo de Deus foi eliminado nas semifinais dos 200 metros borboleta. Após avançar nas eliminatórias com o pior tempo, o brasileiro fez apenas o sétimo melhor tempo da sua bateria, com 1min56s85, e o 14º entre todos os semifinalistas. A melhor marca foi do japonês Daya Seto, com 1min54s03.

O brasileiro reconheceu que poderia ter conquistado um resultado bem melhor no Mundial. "Já sou experiente, mas ainda tenho que aprender a repetir os resultados que faço no Brasil nessas maiores competições. Tinha tempo para ser o terceiro. Tenho que rever meu planejamento, porque tenho que nadar mais rápido no Mundial e na Olimpíada. Sempre tenho feito bons tempos no Brasil, mas quando chega aqui, não sai", comentou.

© Copyright 2022 Grupo Tarobá