Dengue: Como estamos perdendo a guerra para o mosquito

Fernando Brevilheri
Política | Publicado em 12/02/2019 às 18:37

Foto: Divulgação

Os índices estarrecedores de infestação do mosquito transmissor da dengue e outras doenças em Londrina revelam o retrocesso educacional e até civilizatório.

O índice médio na cidade está acima de 7% - (OMS – Organização mundial de saúde recomenda 1%), mas em alguns bairros a taxa chega a 60%. Significa dizer que de cada 10 casas seis têm foco. Detalhe: a maioria está dentro dos imóveis.

Simples deduzir que a partir do deslocamento do vetor alado, temos vizinhos assassinos em potencial. A responsabilidade de tal situação é da população. Não podemos jogar a responsabilidade sobre o poder público neste caso.

Os agentes de endemias são verdadeiros soldados no combate à dengue, mas tem gente que pensa que estes servidores são empregados domésticos e que vão até os bairros para limpar quintais. Naturalmente alguns acabam até removendo lixo “mecanicamente”, no entanto não é essa a função do profissional.

Pasmem que em Londrina foi necessária ordem judicial para agentes entrarem em casas com focos do aedes aegypti. O que preocupa as autoridades não é somente isso. A cidade já contabiliza quase 50 casos da doença e dois deles são do tipo 2 , forma mais grave da doença.

Além do trabalho de campo, equipes da secretaria de saúde fazem há anos ações educativas em escolas, unidades de saúde, prédios públicos e pontos de grande concentração de pessoas como shoppings e eventos como TAROBÁ NO SEU BAIRRO.

Então vamos lá. Se você ficar sentado aí reclamando dos políticos, é melhor TBC e eliminar os focos do mosquito existentes dentro de casa.



Relacionados

Política | 15-02-2019 17:19

Rony e Takahashi podem enfrentar mais um julgamento na Câmara

Rony e Takahashi podem enfrentar mais um julgamento na Câmara

Política | 08-01-2019 18:10

Governador vai debater fusão do IAPAR com lideranças e pesquisadores

Governador vai debater fusão do IAPAR com lideranças e pesquisadores

Política | 02-01-2019 16:18

Transporte Coletivo perdeu mais de 3 milhões de usuários em 2018

Transporte Coletivo perdeu mais de 3 milhões de usuários em 2018

Política | 26-12-2018 17:37

TCGL pede tarifa de R$4,62

TCGL pede tarifa de R$4,62

PUBLICIDADE