Martine e Kahena sobem para 8º no Mundial e Scheidt ocupa o 28º lugar

Estadão Conteúdo
Surfe | Publicado em 13/02/2020 às 11:20

Após um início irregular, Martine Grael e Kahena Kunze continuam em recuperação no Mundial da Classe 49erFX, realizado em Geelong, na Austrália. Após as três regatas realizadas nesta quinta-feira, as velejadoras brasileiras ascenderam um posto, para a oitava colocação.

Martine e Kahena ganharam a primeira disputa do dia, ficaram em 22º lugar na regata seguinte, resultado que foi descartado por ser o pior delas no campeonato, e terminaram a seguinte na 11ª posição. Com isso, estão com 62 pontos perdidos.

A liderança do campeonato permanece com as britânicas Charlotte Dobson e Saskia Tidey, com 17 pontos perdidos. As espanholas Tamara Echegoyen e Paula Barcelo, que ganharam uma das regatas do dia, vêm logo atrás, com 19. E as dinamarquesas Anne-Julie Schutt e Iben Nielsby, com 42 pontos perdidos, ocupam a terceira posição.

Medalhistas de prata no Mundial de 2019, Martine e Kahena, medalhistas de ouro na Olimpíada do Rio, foram campeãs em 2014, também tendo ficado na segunda posição em 2013, 2015 e 2017.

No Mundial da 49er, também realizado em Geelong, Marco Grael e Gabriel Borges ascenderam quatro posições nesta quinta-feira, para a 15ª, com 77 pontos, após um 16º lugar, que foi descartado, um sétimo e um segundo. Com uma vitória nesta quinta, os austríacos Benjamin Bildstein e David Hussl atingiram a liderança do campeonato, com 27 pontos perdidos.

SCHEIDT - Também realizado nesta semana na Austrália, mas em Melbourne, o Mundial da classe Laser registrou nesta quinta-feira os melhores resultados de Robert Scheidt após três dias de competições. O brasileiro, porém, é apenas o 29º colocado na classificação geral.

Scheidt ficou na sétima e na nona posições, com 49 pontos perdidos, desempenho que o garantiu na flotilha de ouro, disputada pelos 35 melhores colocados no evento. Já Gustavo Nascimento está apenas em 84º lugar, indo participar da flotilha de bronze.

"O terceiro dia foi melhor para mim aqui na Austrália. Consegui largar um pouco melhor e fiz duas regatas bem regulares. Uma pena a segunda disputa. Eu estava mais posicionado, mas acabei perdendo algumas posições na segunda volta da regata e cai para o nono lugar. Agora é foco total na flotilha ouro, que é praticamente outro campeonato que começa, com muitos pontos em jogo em mais seis provas. É continuar lutando e tentar melhorar cada vez mais", avaliou Scheidt.

Com quatro vitórias em seis regatas, sendo uma nesta quinta, o alemão Philipp Buhl lidera o campeonato, com apenas seis pontos perdidos e dois de vantagem para o segundo colocado, o francês Jean Baptiste Bernaz. O croata Tonci Stipanovic é o terceiro, com 12 pontos perdidos.



Relacionados

Surfe | 23-12-2019 08:10

'Tenho grande chance do ouro no Japão', diz Italo Ferreira após título mundial

'Tenho grande chance do ouro no Japão', diz Italo Ferreira após título mundial

Surfe | 20-12-2019 21:10

Após título mundial, Italo Ferreira agora mira o ouro olímpico

Após título mundial, Italo Ferreira agora mira o ouro olímpico

Surfe | 20-12-2019 00:20

Das 'pranchas' de isopor ao topo do mundo: o sucesso de Italo Ferreira no surfe

Das 'pranchas' de isopor ao topo do mundo: o sucesso de Italo Ferreira no surfe

Surfe | 19-12-2019 23:14

Italo Ferreira desbanca Gabriel Medina e conquista o título mundial de surfe

Italo Ferreira desbanca Gabriel Medina e conquista o título mundial de surfe