Londrina
Cascavel
  • Londrina
  • Cascavel

Cadeia da soja e do biodiesel aumenta PIB em 2023, mas renda apresenta queda

04/04/24 às 22:30 - Escrito por Band
siga o Tarobá News no Google News!

O Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada da Universidade de São Paulo (Cepea/USP) divulgou, em parceria com a Associação Brasileiras das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove), o resultado do produto interno bruto (PIB) da cadeia produtiva da soja e do biodiesel em 2023. De acordo com o levantamento, o PIB do setor foi de R$ 635,8 bilhões, 21,03% a mais do que o registrado no ano anterior.


Segundo os pesquisadores, o bom desempenho do biodiesel e a supersafra de soja contribuíram para o resultado positivo. Apesar do resultado, o levantamento mostrou que a renda real da cadeia produtiva caiu 5,34% em comparação com 2022, por conta da queda dos preços dos produtos ofertados no mercado, tanto interno quanto externo.


“Não é uma queda grande de renda. O indicador depende de preço agropecuário e agroindustrial que são voláteis, então o indicador de renda é muito variável também. Essa queda, frente ao patamar de 2022, que foi bem elevado, não é um resultado ruim”, ressaltou Nicole Rennó, pesquisadora do Cepea.

Leia mais:

Imagem de destaque
2024/2025

Plano Safra pode ter novo recorde no crédito rural, avalia Fávaro

Imagem de destaque
EM ENTREVISTA

"Temos arroz para todo país", diz Federação da Agricultura do RS

Imagem de destaque
PERDAS NO RS

Maior demanda aumenta o preço do arroz nos últimos dias

Imagem de destaque
SEGUNDA QUINZENA

Preços domésticos de café reagem após recuo no início de maio


Os resultados apresentados mostraram que a cadeia produtiva do setor foi determinante para os números do PIB brasileiro no ano passado. Segundo o levantamento, a produção de soja e biodiesel foi responsável por 23,2% do produto interno bruto do agronegócio, e equivalente a 5,9% de tudo o que foi produzido no país no ano passado.


Postos de trabalho

No ano passado, a população ocupada na cadeia da soja e do biodiesel alcançou 2,3 milhões de pessoas, 10,74% acima do ano anterior. Esse patamar de crescimento, segundo os pesquisadores, se mantém desde 2012, com um resultado agregado superior a 1 milhão de empregados gerados.


“Isso é um recorde. Dentro do agronegócio, a cadeia também apresenta melhores índices de formação dos trabalhadores, com 26% dos empregados com ensino superior, contra 17% do agronegócio. E 76% dos trabalhadores possuem carteira assinada”, explicou o pesquisador do Cepea, Rodrigo Peixoto.


Exportações

Em 2023, o valor exportado pela cadeia produtiva atingiu US$ 67,6 bilhões, superando o ano anterior em 10,24%. Para os pesquisadores, os maiores volumes embarcados (alta de 24,59%) e a queda nos preços das exportações (redução de 11,52%) foram os maiores responsáveis pelo resultado. A soja foi o produto mais exportado, 40,39% do total.


A China se manteve como o principal comprador do país, absorvendo 58% dos produtos de soja e biodiesel. Já os países integrantes da América do Norte aumentaram em 143,41% as compras dos produtos da cadeia produtiva no ano passado, em comparação com o período anterior.


Esse resultado, de acordo com o levantamento, manteve o Brasil como o maior exportador de soja in natura do mundo e fez o país atingir a liderança na venda internacional de farelo de soja, ultrapassando a Argentina, que passou em 2023 por uma quebra na safra do grão.


Notícias relacionadas

© Copyright 2023 Grupo Tarobá