Londrina
Cascavel
  • Londrina
  • Cascavel

Governo do Rio reduz ICMS do GNV e aumenta imposto do Etanol

28/02/24 às 15:59 - Escrito por BAND
siga o Tarobá News no Google News!

A partir do dia 1º de março, o ICMS cobrado sobre álcool vai ter aumento, enquanto o imposto cobrado sobre o GNV vai sofrer redução no Rio de Janeiro, por determinação da Secretaria de Estado de Fazenda. Para o álcool, a alta da alíquota do imposto será de R$ 0,04 centavos. No caso do gás natural, a redução da alíquota vai ser de R$ 0,40 centavos.  


Nas bombas, a percepção geral é de que abastecer com álcool ainda compensa.  


O ajuste de tarifas de ICMS sobre alcool e GNV é o quarto desde o início de 2024. Mesmo com uma alíquota geral fixada em 20%, o governo aplica exceções com taxas maiores ou menores.

Leia mais:

Imagem de destaque
ATENÇÃO

Prazo para renegociar dívidas do crédito rural vai até 31 de maio

Imagem de destaque
ENTENDA

Entenda os mitos e verdades sobre a produção de carne de frango

Imagem de destaque
VALOR CAINDO

Avicultores têm aumento no poder de compra frente ao milho

Imagem de destaque
LEVANTAMENTO

Preços da laranja pera in natura avançam abril em queda


Segundo o professor da FGV Direito Rio, Gustavo Fossati, a tendência é a de que os estados onerem itens danosos ao meio ambiente.


A tendência é reflexo do texto da Reforma Tributária. No texto aprovado em dezembro do ano passado há uma previsão expressa para criação do chamado imposto seletivo. Dentro dessa modalidade a ideia é sobreonerar bens e serviços que são prejudiciais à saúde e ao meio ambiente.  


No Rio de Janeiro, o diesel que costuma passar por uma mistura com biodiesel possui alíquota de ICMS fixada em 12%. Por sua vez, a gasolina chega a 18%.


Junto a dois tributos federais: CIDE e Pis/Cofins, o ICMS contribui a algo próximo a 45% do preço do combustível.

© Copyright 2023 Grupo Tarobá