Bolsonaro sobre chamar embaixador após crise com Macron: estamos analisando

Estadão Conteúdo
Brasil | Publicado em 24/08/2019 às 14:10

O presidente Jair Bolsonaro confirmou hoje que já conversou com o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, sobre a possibilidade de chamar o embaixador do Brasil na França ao País. Conforme o jornal O Estado de S. Paulo noticiou, o governo brasileiro estuda chamar o embaixador após os ataques que o presidente francês, Emmanuel Macron, fez ao presidente Bolsonaro.

"Conversei com o Ernesto, estamos avaliando", disse hoje Bolsonaro ao deixar o Alvorada pra um almoço com o vice-presidente, Hamilton Mourão, no Palácio do Jaburu. O encontro durou menos de uma hora e Bolsonaro já retornou ao Alvorada.

O presidente disse ainda neste sábado que já conversou com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, com Sebastian Piñera, com o chefe da Espanha, e Equador. Questionado se iria falar com Macron, o presidente reagiu: "depois do que ele falou a meu respeito, você acha que vou falar com ele? Eu estou sendo muito educado, porque ele me chamou de mentiroso."

Bolsonaro não detalhou que tipo de ajuda os EUA podem dar ao Brasil, mas lembrou dos incêndios que ocorrem na Califórnia, causando uma catástrofe. "Com o poderio que os EUA têm, eles têm dificuldade de combater incêndio, imagina aqui". E ressaltou que se o Brasil precisar, terá ajuda americana.



Relacionados

Brasil | 16-09-2019 18:40

Justiça decreta prisão preventiva de seguranças que chicotearam jovem

Justiça decreta prisão preventiva de seguranças que chicotearam jovem

Brasil | 16-09-2019 13:50

STF manda incluir união homoafetiva em políticas públicas para famílias do DF

STF manda incluir união homoafetiva em políticas públicas para famílias do DF

Brasil | 16-09-2019 13:00

Raquel quer prazo para regulamentação de plantio da maconha para fins medicinais

Raquel quer prazo para regulamentação de plantio da maconha para fins medicinais

Brasil | 16-09-2019 10:15

Relator vai propor aproveitar cubanos no Médicos pelo Brasil

Relator vai propor aproveitar cubanos no Médicos pelo Brasil

PUBLICIDADE