China muda método de diagnóstico e mortes pelo coronavírus chegam a 1.367

Estadão Conteúdo
Brasil | Publicado em 13/02/2020 às 09:10

Foto: Divulgação/Gov.cn

O governo da China relatou nesta quinta-feira, 13, que o coronavírus causou mais 254 mortes e teve 15.152 novos casos registrados no país ontem. O número diário de casos deu um salto em relação à média dos dias anteriores, em função de uma nova metodologia adotada na província de Hubei, que é a mais afetada e onde a epidemia teve origem.

Em um comunicado, a comissão de saúde de Hubei disse que a partir de agora passaria a incluir casos diagnosticados clinicamente. Isso significa que imagens do pulmão em pacientes suspeitos passam a ser consideradas suficientes para confirmar o vírus, no lugar dos exames de DNA.

Considerando-se os últimos dados, o total de óbitos na China desde o inicio do surto aumentou para 1.367, com 59.804 casos confirmados. Fonte: Associated Press.



Relacionados

Brasil | 21-02-2020 21:15

São Paulo tem primeiro dia de desfiles de escolas de samba nesta sexta

São Paulo tem primeiro dia de desfiles de escolas de samba nesta sexta

Brasil | 21-02-2020 14:15

Fora da China, são 1.152 casos de coronavírus em 26 países, com 8 mortes, diz OMS

Fora da China, são 1.152 casos de coronavírus em 26 países, com 8 mortes, diz OMS

Brasil | 21-02-2020 13:30

PGR pede ao Supremo que negue impeachment de Weintraub

PGR pede ao Supremo que negue impeachment de Weintraub

Brasil | 21-02-2020 13:01

Carnaval e álcool: saiba quais os efeitos do consumo da bebida com medicamentos

Carnaval e álcool: saiba quais os efeitos do consumo da bebida com medicamentos