Londrina
Cascavel
  • Londrina
  • Cascavel

Faustão passa por tratamento intensivo após rejeição de órgão

05/04/24 às 15:44 - Escrito por UOL
siga o Tarobá News no Google News!

Faustão, 73, está passando por um novo tratamento e superou a rejeição do transplante de rim que vinha enfrentando há três semanas, diz Luciana Cardoso, mulher do apresentador.


O que aconteceu


Ele começou um tratamento "mais potente" há dois dias e a "rejeição foi vencida", segundo a publicação. O diagnóstico de rejeição do órgão teria sido recebido há três semanas.

Leia mais:

Imagem de destaque
FENÔMENO

Branqueamento de corais é registrado a 60 metros de profundidade

Imagem de destaque
RECOMENDAÇÃO

Suspeitas de leptospirose no RS devem receber tratamento imediato

Imagem de destaque
756 FERIDOS

Número de mortos no RS sobe para 136 e 125 desaparecidos

Imagem de destaque
ESFORÇO DE RESGATE

Forças Armadas mobilizam 20 mil militares no Rio Grande do Sul


Luciana diz que Faustão tem "lutado bravamente" por sua recuperação. "A partir de agora, nossa expectativa é que o tempo traga o reequilíbrio necessário para que todo o organismo volte a funcionar em harmonia. [...] A luta ainda não acabou, mas já é possível visualizar a linha de chegada dessa maratona", completou.


Faustão está internado há 47 dias, desde 18 de fevereiro, no Hospital Israelita Albert Einstein. O último boletim médico, divulgado pelo hospital em 22 de março, informou que o apresentador vem passando por sessões de hemodiálise e "está consciente, conversa normalmente e respira sem a ajuda de aparelhos.",





Apresentador passou por transplantes de rim e coração

Fausto deu entrada no Albert Einstein em 25 de fevereiro, após agravamento de uma doença renal crônica. Ele foi chamado à unidade após o hospital ter sido acionado pela Central de Transplantes do Estado de São Paulo e "realizado a avaliação sobre a compatibilidade do órgão doado".


Comunicador deixou a UTI no dia 27 de fevereiro. À época, em conversa com o colunista Lauro Jardim, do jornal O Globo, ele chegou a dar uma previsão de alta, que acabou não se confirmando. "Mais uma semana e estou em casa, liberado. Para quem fez um transplante do coração, o de rim é mais tranquilo."


Em 15 de março, Faustão fez uma embolização após atraso na recuperação do novo órgão. O método é uma terapia minimamente invasiva em que se insere um pequeno cateter no interior do sistema linfático, o que permite uma oclusão do vaso lesado.

Notícias relacionadas

© Copyright 2023 Grupo Tarobá