Londrina
Cascavel
  • Londrina
  • Cascavel

Governo se reúne com Petrobras e pode distribuir dividendos

12/03/24 às 08:01 - Escrito por Band
siga o Tarobá News no Google News!

A decisão de não pagar dividendos extras da Petrobras, anunciada na semana passada, abriu uma crise no governo Lula. Nesta segunda-feira (11), o presidente se reuniu com ministros e o presidente da Petrobras para avançar sobre o assunto. A reunião durou três horas.


Fernando Haddad, ministro da Fazenda, afirmou que distribuição dos dividendos ainda pode ser feita - se ficar claro que isso não vai afetar investimentos. Segundo ele, os recursos estão em uma conta do fundo da estatal. A assembleia da Petrobras deve definir esse tema no dia 25 de abril. 


Conselheiros que representam o governo podem mudar o voto e liberar pelo menos 50% dos dividendos extraordinários, como defende o presidente da empresa, Jean Paul Prates. A saída de Prates da Petrobras não foi cogitada, segundo o governo.

Leia mais:

Imagem de destaque
PARCELA DE MAIO

Caixa paga Bolsa Família a beneficiários com NIS de final 2

Imagem de destaque
LABIC BRASIL

Inscrições para Redes de Formação em Cultura Digital estão abertas

Imagem de destaque
PUBLICADA

MP do Auxílio Reconstrução do Rio Grande do Sul entra em vigor

Imagem de destaque
COMBATE À DESINFORMAÇÃO

Compartilhe a verdade: informações seguras sobre as chuvas no RS


Antes do encontro com o presidente da Petrobras, em entrevista a uma emissora de TV, Lula disse que a estatal não pode só pensar nos acionistas, mas também nos brasileiros e nos investimentos que a empresa precisa fazer.


Em 2023, a Petrobras registrou lucro líquido de quase R$ 125 bilhões - o segundo maior da história, de acordo com a empresa. O valor é 33% menor do que a companhia havia faturado em 2022 (R$ 188,3 bilhões). Depois do anúncio sobre os dividendos, a Petrobras perdeu R$ 55 bilhões em valor de mercado na última sexta-feira (8). 

Notícias relacionadas

© Copyright 2023 Grupo Tarobá