Londrina
Cascavel
  • Londrina
  • Cascavel

Padre é parado em blitz e é preso por portar armas e munições

13/04/24 às 10:11 - Escrito por TN Online
siga o Tarobá News no Google News!

Uma ação da Polícia Militar (PM) terminou com a prisão de um sacerdote na última quinta-feira (11) em Campina Grande, na Paraíba. De acordo com as informações da corporação, o padre foi detido em uma blitz por portar armas e munições no veículo da diocese.


Os militares notaram que havia um problema com a placa do automóvel e, por conta disso, decidiram pará-lo para uma averiguação. Os policiais paraibanos, então, fizeram uma revista no automóvel e encontraram um revólver, uma pistola, 19 munições de pistola .40 e três munições de calibre 38, além de 16 cápsulas deflagradas.


Uma das armas apreendidas apresentava sinais de adulteração e não possuía registro - o que configura crime.

Leia mais:

Receita Federal libera consulta a restituição do imposto de renda
IMPOSTO DE RENDA

Começa nesta quinta-feira consulta ao lote de restituição do IRPF

Imagem de destaque
ENCHENTE HISTÓRICA

Comerciantes de Porto Alegre levam dias só para limpar lojas

Imagem de destaque
DÍVIDAS ATÉ R$ 20 MIL

Desenrola Brasil tem prazo de adesão prorrogado por mais 60 dias

Imagem de destaque
PARCELA DE MAIO

Caixa paga Bolsa Família a beneficiários com NIS de final 2


O religioso foi encaminhado para a Central de Polícia, onde permanece detido.


Diocese lamenta caso


A diocese emitiu uma nota sobre o caso, onde lamentou o ocorrido. "É com tristeza que a Diocese de Caruaru se pronuncia sobre o recente fato envolvendo o Padre Diozene Francisco, que foi detido pelas autoridades na cidade de Campina Grande-PB", disse.


Ainda segundo a Diocese de Caruaru, não há "registros anteriores de comportamento inadequado ou ilegal por parte do padre".


A diocese disse que "está acompanhando de perto o desenrolar do caso e confiando na justiça para esclarecer o ocorrido".

Notícias relacionadas

© Copyright 2023 Grupo Tarobá