Londrina
Cascavel
  • Londrina
  • Cascavel

300 smartphones são apreendidos pela Receita Federal na PR-317

29/04/22 às 14:58 - Escrito por Redação Tarobá News
siga o Tarobá News no Google News!

Servidores da Receita Federal, a partir de informações de inteligência, identificaram e abordaram, na manhã de 29/04, na rodovia PR 317, junto ao posto policial em Floresta (PR), uma caminhonete com placa de Foz do Iguaçu (PR), suspeito de transportar mercadorias estrangeiras sem observar o devido processo legal de importação e sem o pagamento dos tributos devidos.

Durante a vistoria, realizada no local, não foram encontradas mercadorias no veículo. Como havia fortes indícios da prática do crime de descaminho, a equipe de servidores da Receita Federal decidiu por conduzir a caminhonete e o motorista ao Depósito de Mercadorias da Receita Federal em Maringá para uma vistoria mais apurada.

Após detalhada vistoria, foi identificado um fundo falso localizado abaixo da carroceria do veículo. Dentro do compartimento estavam escondidos cerca de 300 smartphones de várias marcas e modelos. Foi dada voz de prisão ao motorista, que foi conduzido às autoridades policiais para as providências devidas.

Leia mais:

Imagem de destaque
RELATÓRIO

Polícia Militar apresenta menor índice de roubos em balanço de junho de 2024

Imagem de destaque
NESTA SEXTA

Centro de Londrina celebra festejo junino com o 1º Arraiá na Concha Acústica

Imagem de destaque
INVESTIGAÇÕES

Homem que morreu em colisão contra árvore pode ter feito manobras perigosas

Imagem de destaque
CENTENÁRIA EXEMPLAR

Com uma família gigante, dona Ana chega aos 100 anos com muita saúde e alegria

Neste momento, os servidores da Receita Federal trabalham na contagem, identificação dos modelos e valoração dos equipamentos apreendidos, visando a lavratura do auto de infração com apreensão das mercadorias. A estimativa é de que a carga tenha valor superior a R$ 700 mil. Segundo levantamento da Receita Federal, as mercadorias tinham como destino a região de Maringá.

A apreensão pela Receita Federal de mercadorias estrangeiras, objeto de contrabando e descaminho, sem o pagamento de tributos, contribui para o equilíbrio da concorrência interna, propiciando a melhoria do ambiente de negócios no país.

Assessoria 

Notícias relacionadas

© Copyright 2023 Grupo Tarobá