Londrina
Cascavel
  • Londrina
  • Cascavel

Aluno com Transtorno do Espectro Autista fica ferido em escola estadual

13/04/24 às 14:01 - Escrito por Redação Tarobá News
siga o Tarobá News no Google News!

Um aluno com TEA (Transtorno do Espectro Autista) de suporte nível 2, foi agredido em uma escola estadual de Londrina. O aluno do 8º ano também tem TOD (Transtorno Desafiador Opositor).  A mãe, Kezia Fernanda dos Santos, relata que a agressão fez com que o filho não frequente as aulas.

 

A mãe relata que a discussão com o diretor da escola começou em sala de aula, quando ele pediu para que o aluno guardasse o celular na mochila, mas por orientação da própria mãe, o jovem se recusou. Com isso, o garoto foi levado até o banheiro onde começou a ter uma crise e pedia para que ligassem para sua mãe, o que foi recusado pela escola.

Leia mais:

Imagem de destaque
SAIBA QUAIS

Comércio de rua ficará fechado durante os próximos dois feriados em Londrina

Imagem de destaque
COMÉRCIO

Negociações para a Convenção Coletiva de Trabalho de Londrina segue sem acordo

Imagem de destaque
SEGURANÇA PÚBLICA

Encontro debate papel na escola para proteção de crianças

Imagem de destaque
CELEBRAÇÃO

Semana da indústria reúne lideranças da região

 

Ainda de acordo com a mãe, o jovem teve crises, que são resolvidas apenas com mediações. Com isso, o diretor chamou mais funcionários do colégio para tentar conter o menino. Após o ocorrido, com o menino já machucado, Kezia afirmou que foi comunicada.

 

A mãe informa ainda que o filho tem um laudo médico que especifica a necessidade de um acompanhamento escolar, com uma professora de apoio, que é assegurado por lei. Ainda de acordo com ela, o problema é recorrente, começando desde o ingresso do menino na escola, há dois anos.

 

Após o ocorrido, a família luta por justiça. Um Boletim de Ocorrência foi protocolado e o adolescente passou por exame de corpo de delito. Para Kezia, a falta de inclusão proporcionada pela escola causa sofrimento, já que o menino está desamparado. 


Em nota, o Núcleo Regional de Educação disse que houve um desentendimento entre o diretor e o aluno de 14 anos, portador de espectro autista, durante a realização de uma prova. O aluno teria se recusado a atender o pedido do diretor para guardar o celular. Logo depois, o estudante teria ficado agitado e que na tentativa de conter o adolescente, ambos se feriram. O núcleo informou ainda que a família foi avisada, que a situação foi registrada em ata e encaminhada para a secretaria estadual de educação. Ainda na nota, o núcleo informa que outras situações já foram registradas e que eles têm se empenhado na busca por um ambiente escolar seguro e inclusivo.

Notícias relacionadas

© Copyright 2023 Grupo Tarobá