Londrina
Cascavel
  • Londrina
  • Cascavel

Bairros da Região Central apresentam principais demandas para revisão do plano diretor

15/08/22 às 13:22 - Escrito por Bruno Rodrigo

Na cidade, de cinco em cinco anos muitas coisas mudam. O número da frota circulante e o índice populacional são fatores que norteiam diretamente os investimentos necessários em infraestrutura. 

E é para isso que serve o Plano Diretor. 


Cada bairro está tendo a oportunidade de apontar ao Instituto de Planejamento de Cascavel as suas demandas. O plano diretor deve funcionar como um pacto social para reorganizar os espaços da cidade e garantir a melhoria da qualidade de vida da população.


No Bairro Pacaembu, melhorias viárias encabeçam a lista de pedidos. Entre elas, a revitalização da Avenida Rocha Pombo, a conexação com a BR-467 e resolver o problema da Rua Irati. No bairro Caravele a reinvindicação número 1 é a UBS. Mas tem problema com transporte coletivo por lá tambem. A estação de tratamento de esgoto da Sanepar faz parte da pauta. O mau cheiro é um problema para os moradores.


No Bairro Neva, os pedidos são diversos, mas o principal é a construção de um Cmei. O local que hoje abriga o Centro Municipal de Educação Infantil, apesar de ter recebido melhorias, está longe de ter a estrutura ideal. 


Mas nem só de reivindicações vivem os bairros. A Associação de Moradores da Neva tem sido exemplo na forma de solucionar algumas situações, se colocando como parceira da prefeitura. 


A Transitar emitiu uma nota sobre o caso dos estacionamentos da Avenida Brasil:

A Transitar informa que toda a Avenida Brasil está com estacionamento regulamentado. A fiscalização tem uma deficiência, por conta da falta de agentes para atender toda a extensão, o que será resolvido após a contratação de mais profissionais, com a realização de um novo concurso que está previsto para os próximos meses. 


Em relação à conversão à esquerda, essa alteração foi implantada ainda no ano de 2016, e prioriza a segurança do transporte coletivo, o que fica evidente com a instalação de radar, justamente para frisar que a infração não seja realizada pelo condutor. 


A prioridade conforme as diretrizes da lei de mobilidade urbana é o transporte coletivo em detrimento do individual. Aliás, o que é uma tendência nas grandes cidades: priorizar o transporte não motorizado em detrimento ao motorizado e o coletivo em detrimento ao individual.  A cidade de Cascavel já está nesse nível, uma vez que conta com 250 mil veículos circulando pelo município diariamente.


Confira mais detalhes na reportagem  exibida no Jornal Tarobá 1ª Edição.

© Copyright 2022 Grupo Tarobá