Londrina
Cascavel
  • Londrina
  • Cascavel

Entidades pedem diálogo sobre o aumento de salários e criação de cargos

29/02/24 às 14:50 - Escrito por Redação Tarobá News
siga o Tarobá News no Google News!

A votação sobre a criação de novos cargos e aumento do salário dos vereadores ainda movimenta sindicatos e entidades que se manifestam sobre os reajustes. Com isso, o Sindicato da Indústria da Construção Civil (Sinduscon Paraná Norte) enviou uma nota, dizendo que a opinião pública é essencial no processo democrático.


Confira a nota completa do Sinduscon Paraná Norte:

 

Leia mais:

Imagem de destaque
OBRAS

Trânsito da Rua Almirante Barroso está totalmente interditado para construção de faixa elevada

Imagem de destaque
CULTURA

Cascavel celebrará sétima arte com Semana de Cinema Experimental

Imagem de destaque
VEÍCULO RECUPERADO

Barco furtado em Toledo é recuperado pela GM na Estrada Chaparral em Cascavel

Imagem de destaque
TERÇA E QUARTA

Obras afetam o abastecimento de água na zona leste na próxima semana

O Sinduscon Paraná Norte acredita que o diálogo é fundamental no processo democrático, sendo essencial que qualquer projeto seja discutido de forma extenuada, levando em conta as perspectivas de diferentes atores sociais e da própria população. Neste contexto, o Sinduscon expressa a expectativa de que os parlamentares – assim como em diversos outros momentos – atuem com bom senso imparcialidade, visando sempre o melhor para a cidade de Londrina.

 

Com 10 votos favoráveis e nove contrários, o PL (Projeto de Lei) que prevê a criação de três novos cargos na Câmara Municipal de Londrina, foi aprovado em 1ª discussão. A reforma administrativa contempla um novo diretor administrativo financeiro e um diretor de comunicação e mídias, ambos com salário de R$ 18,4 mil, além de outro cargo para a Ouvidoria, com salário aproximado de 16 mil.

 

O segundo PL aprovado em primeira discussão, com 11 votos favoráveis e 8 contrários, que também foi protocolado pela Mesa Executiva, estabelece o reajuste salarial, aos vereadores, de 3,82% a partir do dia 1 de fevereiro deste ano.  Com isso os pagamentos passam de R$ 13,6 mil para R$ 14,1 e do presidente da Câmara de R$ 15,8 mil para 16,4.

 

A Associação Comercial Industrial de Londrina (ACIL) também se manifestou sobre a decisão e pede mais explicações sobre as necessidades de mais cargos comissionados na Câmara Municipal, já que a contratação é feita com o dinheiro do Contribuinte. 


© Copyright 2023 Grupo Tarobá