Linha 4

Publicidade

Haitiana faz "vaquinha" para pagar viagem de filhos até Londrina; veja como ajudar

Redação Tarobá News

O telefone celular é a janela por onde a Marrie vê e acompanha o crescimento dos filhos, distantes há mais de cinco anos. Eles estão no Haiti a 5 mil quilômetros de distância. Marrie, que era professora de francês, chegou em Londrina em 2016 em busca de melhores condições, diante da pobreza que vive seu país, situação que ficou ainda pior desde um grande terremoto que atingiu a região em 2010.

Mesmo as ligações por telefone ou por vídeo são difíceis. No Haiti, a internet é instável e na maior parte do tempo está sem sinal. Os filhos moram com a avó, mãe de Marrie. A intensão era trazê-los para Londrina um ano após sua chegada, mas não aconteceu por conta dos valores das passagens.

As duas custam em torno de R$ 11 mil. Em novembro do ano passado, surgiu a ideia de fazer uma vaquinha pela internet para pedir ajuda. Agora, falta pouco para a realização do sonho. As doações já ultrapassaram os R$ 9 mil, mas ainda não é o suficiente.

Marrie não tem emprego fixo e trabalha como diarista. Além de se manter, ela também envia dinheiro para a família no Haiti, onde tudo é pago, até a escola.

Marrie quer realizar o sonho de reencontrar os filhos ainda neste ano, pra matar a saudade e dar uma vida melhor, que infelizmente não podem ter em seu país.

Quem quiser doar pode entrar neste link.

COMENTÁRIOS

Publicidade

Publicidade

Nós usamos cookies teste site para lhe proporcionar a melhor experiência possível lembrando de preferências em visitas anteriores. Clicando em "Aceitar" você aceita o uso de cookies e nossos Termos de Uso.