Londrina
Cascavel
  • Londrina
  • Cascavel

Cidades da região de Londrina confirmam novas mortes por dengue em boletim

14/02/24 às 21:51 - Escrito por Agência Estadual de Notícias
siga o Tarobá News no Google News!

O Informe Semanal da Dengue divulgado nesta quarta-feira (14) pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) registra 8.441 novos casos e mais sete óbitos pela doença no Paraná. O período sazonal 2023/2024, que teve início em julho do ano passado, soma 37.516 casos confirmados e 15 óbitos pela doença.


As sete novas mortes aconteceram em Antonina, Mariluz, Arapongas, Paranavaí e Apucarana (2) entre os dias 11 e 27 de janeiro. São três mulheres e quatro homens, com idades entre 24 e 75 anos. 


O 23º Informe Epidemiológico publicado pela Vigilância Ambiental da Sesa também contabiliza 111.147 notificações, 26.397 casos em investigação e 42.397 descartados.

Leia mais:

Imagem de destaque
POLICIAL

Câmera de segurança registra homem pulando a janela após furtar antiga Asservel

Imagem de destaque
CONTRATO

Cascavel paga a 11ª primeira parcela do empréstimo do BID

Imagem de destaque
OPORTUNIDADE

Comissão libera novo lote de pulseiras que dão acesso à Pesca no Lago 2024

Imagem de destaque
POLICIAL

Em menos de 9h, PRF apreende 883 quilos de maconha na região fronteiriça do Paraná


As Regionais de Saúde com mais casos confirmados de dengue são a 16ª RS de Apucarana (9.331), 14ª RS de Paranavaí (3.379), 17ª RS de Londrina (3.353), 22ª RS de Ivaiporã (3.246) e 10ª RS de Cascavel (3.095).

Já os municípios que apresentam mais confirmações são Apucarana (6.707), Londrina (2.718), Ivaiporã (1.841), Maringá (1.755), Paranavaí (1.583), Jandaia do Sul (1.207) e Santa Izabel do Oeste (1.117).


O secretário de Estado da Saúde, Beto Preto, ressalta que o Estado tem se empenhado em diversas frentes para conter o avanço de casos, desde o envio de equipes especialistas aos municípios até a reativação do Comitê Estadual Intersetorial de Dengue. “No entanto, precisamos de união para vencer este combate. Muitas vezes, o foco do mosquito é encontrado em áreas domiciliares e a conscientização é indispensável para somar forças nessa luta”, avaliou.


© Copyright 2023 Grupo Tarobá