Londrina
Cascavel
  • Londrina
  • Cascavel

Mesmo com abaixo-assinado, Carnaval 2024 pode acontecer na Vila Portuguesa

03/02/24 às 11:44 - Escrito por Redação Tarobá News
siga o Tarobá News no Google News!

Mesmo com o abaixo-assinado protocolado junto à Prefeitura de Londrina, moradores da Vila Portuguesa acreditam que o evento do Carnaval 2024 não será transferido para o outro local. O CSU (Centro Social Urbano) receberá parte das comemorações de Carnaval deste ano. O espaço é conhecido pela tradicional encenação da Paixão de Cristo e no ano passado recebeu a parada LGBTQIA+. A novidade dividiu opiniões, parte gostou e outros não aprovaram.


Um grupo organizou um abaixo-assinado e entregou à administração pública, que pediu 20 dias para analisar o documento. O processo pode ser prorrogado por mais 10 dias até a resposta sobre o cancelamento ou não. 


A preocupação dos moradores é com a fauna e flora do CSU. Com diversos animais e nascentes de dois córregos, as pessoas têm medo de que o evento resulte em problemas. 

Leia mais:

Imagem de destaque
MANDADO DE UM ANO ATRÁS

GM localiza e recaptura foragido do sistema prisional dentro da Rodoviária

Imagem de destaque
AÇÃO COM CRIANÇAS

Guarda Municipal Escolar inicia as atividades do projeto Guarda Mirim

Imagem de destaque
VEJA ONDE RETIRAR

Entregas de correspondência pelos Correios são retomadas nos distritos

Imagem de destaque
CONFIRA LOCAIS

Mutirão de dengue realiza limpeza em quatro novos bairros de Apucarana


Desde que a Secretaria de Cultura anunciou o Carnaval no CSU, os moradores se organizaram e conseguiram mais de 500 assinaturas para cancelar o evento. O Ministério Público fez algumas recomendações para órgãos do município, pedindo análises de características do local e eventuais fragilidades ambientais. 


O Ministério Público também pede que sejam indicadas medidas para isolar a área de prevenção. O 

Conselho Municipal do Meio Ambiente de Londrina encaminhou um ofício ao município apontando impedimento ambientais para a realização do Carnaval no local. O principal deles é a presença de um fundo de vale de área permanente. 


Caso o município decida prosseguir com o evento no local, o conselho pede para que medidas de minimização de impactos sejam adotadas. Para o Consemma, a administração foi negligente no Carnaval de 2023 quanto aos impactos ambientais do evento no Jardim Botânico. 


© Copyright 2023 Grupo Tarobá