Londrina
Cascavel
  • Londrina
  • Cascavel

Pesquisa aponta aumento de 3,42% no valor da Cesta Básica de Alimentos em Cascavel

16/04/24 às 11:00 - Escrito por Redação Tarobá News
siga o Tarobá News no Google News!

Uma pesquisa realizada mensalmente pelo projeto de extensão: Determinação mensal do custo da cesta básica de alimentação, que é afeto ao curso de Ciências Econômicas da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste), campus Cascavel, aponta um aumento de 3,42% no valor da cesta básica de alimentos no mês de março, passando de R$613,52 para R$634,50. 


Em Cascavel, dos 13 produtos que compõem a Cesta Básica, sete apresentaram variação positiva em seus preços. Entre as altas destaca-se: o tomate (30,80%), a carne (5,94%), o leite (3,69%) e o café (3,40%). Por outro lado, seis produtos apresentaram variação negativa no município de Cascavel, com destaque para: batata (-24,78%), margarina (-4,48%), a banana (-3,24%) e o arroz (-2,63%). 


A carne apresentou um comportamento diferente do observado no cenário nacional, visto que houve diminuição na maioria das cidades pesquisas pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE).  

Leia mais:

Imagem de destaque
CASA REVIRADA

Criminosos invadem, furtam chácara e roubam barco em Primeiro de Maio

Imagem de destaque
ASSUSTOU

Mulher perde o controle após se distrair com gato e bate carro na zona sul

Imagem de destaque
100% GRATUITO

Projeto Mega oferece curso para jovens empreendedores no Jardim Cristal

Imagem de destaque
FERIMENTOS LEVES

Motociclista fica ferido após colidir com carro na zona norte de Londrina


A oferta do tomate foi impactada pela instabilidade climática, provocada pelo excesso de calor e chuva, ocupando o lugar como o item da cesta básica que mais registrou aumento no preço, caso não tivesse ocorrido o aumento do preço dele, a variação para cima do preço final da cesta básica em Cascavel teria sido muito pequena.  


A banana, cuja variação do preço também foi muito significativa nos dois primeiros meses, perdeu força e apresentou um decréscimo de preço de 3,24%, sendo que a fruta tem margem para diminuir seu preço ainda mais.  


A cesta básica individual de alimentos no município de Cascavel aumentou 3,42%, isso fez com que o gasto com alimentos em relação ao salário-mínimo bruto aumentasse de 43,45% em fevereiro de 2024 para 44,94% em março de 2024. Esse aumento também contribuiu para que o gasto com a cesta básica individual de alimentos em relação ao salário-mínimo líquido aumentasse de 46,97% para 48,58% no mesmo período. Portanto, houve redução no poder de compra do trabalhador. 


A pesquisa também registra que, em média os brasileiros precisaram trabalhar 108h26min para adquirir a CBA no mês de março de 2024, quase uma hora a mais que no mês anterior. Contudo, isso não impediu que o poder de compra da hora trabalhada permanecesse em ascensão há mais de um ano: em março de 2023 eram necessárias 112h53min de trabalho para adquirir a CBA. 


No que consta aos valores da cesta básica familiar (CBF), que leva em consideração a alimentação de dois adultos e duas crianças, o valor estimado para Cascavel no mês de março foi de R$1.903,51, o que reflete o aumento de 3,42% dos custos com alimentação no município na comparação com fevereiro de 2024 


A partir deste valor e sabendo que o gasto com alimentação representa cerca de 35% das despesas familiares básicas, o salário-mínimo bruto necessário para a manutenção de uma família em Cascavel em março foi de R$5.330,48, aumento de R$176,29 com relação ao me s anterior. Assim, o salário-mínimo bruto necessário em Cascavel equivale agora a cerca de 3,8 vezes o salário-mínimo nacional vigente (R$1.412,00) e permanece insuficiente para as despesas familiares básicas. No mês de março, apenas os gastos com alimentação já compunham 134,81% do salário-mínimo bruto e 145,74% do salário-mínimo líquido em Cascavel.

Notícias relacionadas

© Copyright 2023 Grupo Tarobá