Londrina
Cascavel
  • Londrina
  • Cascavel

Pessoas e animais são resgatados com todo o carinho no Rio Grande do Sul

17/05/24 às 13:04 - Escrito por Redação Tarobá News
siga o Tarobá News no Google News!

Em meio a tragédia no Rio Grande do Sul, a solidariedade tomou conta de um Brasil inteiro. Voluntários de todos os cantos se mobilizaram para ajudar às vítimas. E aqui de Cascavel, muita gente está fazendo o mesmo, ajudando pessoas e animais afetaados pelas enchentes...


Arregaçar as mangas e fazer, esse é o lema de quem se mobiliza em direção ao Rio Grande do Sul. Uma legião de voluntários se colocou à disposição para ajudar às vítimas das enchentes. E a solidariedade se mostra de muitas maneiras. Em cascavel, a ONG Sou Amigo que abriga animais abandonados é exemplo disso, a prova de que, quem salva animais está salvando gente também. Um grupo saiu do oeste do Paraná em direção ao estado gaúcho, carregando muitas doações e também a vontade de colaborar com quem mais precisa.


O cenário encontrado é de devastação...cidades inteiras embaixo d’água e muita gente desabrigada. No meio do desespero, muitos bichinhos de estimação considerados da família se perderam dos donos. Em vários casos o reencontro aconteceu e os vídeos desses momentos emocionaram, afinal em um momento tão difícil, qualquer fragmento de alegria traz a sensação de esperança.

Leia mais:

Imagem de destaque
POLICIAL

Caminhonetes roubadas e maconha são apreendidas em Foz do Iguaçu

Imagem de destaque
TRÂNSITO

Câmera registra tombamento de caminhão na BR-277 em Guaraniaçu

Imagem de destaque
R$ 1 MILHÃO

Família de jovem que morreu após atendimento na UPA pede indenização

Imagem de destaque
CASO FERNANDO

Defesa acredita que gravidade das acusações contra a motorista deve ser ainda maior


Mas muitos animais ainda continuam sem voltar para casa. Veterinários paranaenses montaram um hospital de campanha em Canoas. Mais de mil já foram atendidos por essa força-tarefa. Gatos, cachorros, cavalos e até uma cobra. O manejo de animais em desastres é importante para a prevenção de surtos de zoonoses, que são doenças que podem ser transmitidas para o humanos. Além das questões sanitárias tem o  fator afetivo. 


Quem escolheu estar na linha de frente salva vidas, pessoas e animais foram retirados de locais totalmente tomados pela água. E agora, os grupos que estão no Rio Grande do Sul repassam os pedidos de doações daquilo que as vítimas mais precisam receber.


Nessa semana mais 100 casinhas fabricadas em cascavel por pessoas privadas de liberdade foram enviadas para Canoas. A previsão é que 600 unidades sejam produzidas.


A solidariedade atende todas as vítimas afetadas pelas enchentes, o mesmo grupo que leva casinhas, ração e remédios aos animais, envia também produtos de necessidades básicas às pessoas que estão enfrentando dificuldades. Epara quem se mobiliza a ajudar aqueles que mais precisam, o recado é um só.

Notícias relacionadas

© Copyright 2023 Grupo Tarobá