Londrina
Cascavel
  • Londrina
  • Cascavel

Receita Federal apreende cinco mil encomendas com produtos irregulares

13/04/24 às 14:36 - Escrito por Assessoria de Imprensa
siga o Tarobá News no Google News!

Uma força tarefa envolvendo várias unidades da Receita Federal  no Centro de Tratamento de Cartas e Encomendas (CTCE) dos Correios em Londrina-PR apreendeu cinco mil encomendas com produtos irregulares, avaliados em R$ 4 milhões.


A operação foi denominada "CRIMINIS ITER", que em latim significa "ROTAS DO CRIME", porque foi uma ação em resposta a migração da logística das organizações contrabandistas para os Correios, frente a intensificação da fiscalização nas estradas do Paraná.


No período de 9 a 12 de abril todos pacotes em trânsito pela Central de Distribuição dos Correios de Londrina foram fiscalizados pela  Receita Federal. Ao final foram retidos 4.893 volumes, contendo mercadorias estrangeiras suspeitas de introdução clandestina no País, valoradas preliminarmente em quatro milhões de reais.

Leia mais:

Imagem de destaque
APÓS OPERAÇÃO

Sete monitores da PEL III são demitidos após serem flagrados com armas

Imagem de destaque
SAIBA QUAIS

Comércio de rua ficará fechado durante os próximos dois feriados em Londrina

Imagem de destaque
COMÉRCIO

Negociação para a Convenção Coletiva de Trabalho de Londrina segue sem acordo

Imagem de destaque
SEGURANÇA PÚBLICA

Encontro debate papel na escola para proteção de crianças


Dentre as retenções, houve predominância de celulares e  "tablets". Outras mercadorias merecem destaque: vinhos argentinos,  robôs-aspiradores,  videogames, perfumes, cigarros eletrônicos e suas essências.


Destaque também para a apreensão de "fardos" contendo blusas, tênis e camisetas frutos de contrafação (falsificação ) de marcas internacionais.


A forte atuação da Receita Federal, em integração com demais forças de segurança, nas estradas do Paraná fazem com que as organizações que praticam esse comércio irregular (contrabando e descaminho) migrem sua logística para outros meios de distribuição, tal como os Correios. A Receita Federal trabalha com ações de inteligência para monitorar essas alterações.


Agora, as mercadorias serão objeto de aplicação de pena de perdimento em favor da União e será feita investigação para individualizar os responsáveis e aplicar a legislação penal.


O combate ao contrabando e a sonegação fiscal é essencial para garantir recursos financeiros para aplicação na saúde, educação e segurança públicas. E, principalmente, para proteger o bom contribuinte da concorrência desleal do contrabando.

Notícias relacionadas

© Copyright 2023 Grupo Tarobá