Londrina
Cascavel
  • Londrina
  • Cascavel

Receita Federal apreende 3,5 toneladas de maconha com destino a Londrina

21/05/24 às 22:05 - Escrito por Receita Federal
siga o Tarobá News no Google News!

Servidores da Receita Federal em trabalho conjunto com policiais da Polícia Federal (PF) e Polícia Militar (PM), a partir de informações de inteligência, identificaram e interceptaram na tarde desta terça-feira, (21), uma carreta suspeita de transportar mercadorias irregulares na PR-317, no município de Iguaraçu. No veículo foram encontrados 150 fardos de maconha que seriam entregues em Londrina. 


No momento da abordagem, o motorista apresentou as devidas notas fiscais e o CT-e (Conhecimento de Transporte) relativos ao transporte da carga de soja. No entanto, durante a entrevista, o condutor demonstrou grande nervosismo, levando a equipe a efetuar uma vistoria na carga, onde foram localizados, ocultos entre os grãos, vários fardos de substância com aparência de maconha. 


Diante da descoberta, o condutor confessou a existência de 150 fardos com um peso total de 3.560 kg de maconha sendo transportados da região de fronteira com o Paraguai com destino a Londrina. Disse que receberia R$ 20 mil pelo serviço de transporte.

Leia mais:

Imagem de destaque
EM FRENTE À PREFEITURA

Guardas Municipais de Londrina realizam protesto por valorização profissional

Imagem de destaque
NOS CAMPOS GERAIS

Mais velha do mundo? Paranaense completa 124 anos de idade no próximo dia 22

Imagem de destaque
DEU SUA VERSÃO

Envolvido em acidente fatal na Avenida Dez de Dezembro presta depoimento

Imagem de destaque
EM FLAGRANTE

Mãe e filho são presos por tráfico de drogas na região central de Londrina


A carreta carregada e o motorista foram conduzidos ao pátio de uma cooperativa agrícola localizada próxima ao local da abordagem, onde foi feita a descarga dos grãos e a pesagem da droga. 


Após o trabalho de pesagem, o entorpecente foi encaminhado para a Polícia Civil. O motorista, que já tinha condenação por receptação de veículo roubado e estava cumprindo pena em regime aberto, foi preso em flagrante pelo crime de tráfico de drogas.


O trabalho conjunto da Receita Federal com outros órgãos policiais no combate ao crime organizado busca a proteção da sociedade brasileira, impedindo a entrada de produtos ilegais no País.

Notícias relacionadas

© Copyright 2023 Grupo Tarobá