Londrina
Cascavel
  • Londrina
  • Cascavel

Suspeita de envolvimento em morte de síndico se apresenta à Polícia Civil

28/11/23 às 15:13 - Escrito por Redação Tarobá News
siga o Tarobá News no Google News!

A mulher suspeita de matar um síndico, na zona norte de Londrina, se apresentou à Polícia Civil (PC) na manhã dessa terça-feira (28).

 

Bruna Monteiro chegou à Delegacia de Homicídios por volta das 9h. O advogado entrou no carro e teve uma rápida conversa com a cliente antes dela se apresentar ao delegado que investiga a morte de Adriano Allio.

Leia mais:

Imagem de destaque
6ª POSIÇÃO BRASILEIRA

Londrina se destaca com educação antirracista nas escolas para crianças

Imagem de destaque
PREJUÍZOS

Moradores reclamam de obras no aeroporto e protocolam ação no Ministério Público

Imagem de destaque
CONFESSOU

Mulher é presa por tráfico de drogas e conta que foi obrigada a cometer o crime

Imagem de destaque
EM 2023

Empresas de Londrina faturaram R$ 130 milhões em negócios com a prefeitura

 

A suspeita e o advogado saíram sem falar com a imprensa, e informaram que só vão se manifestar em juízo. Ao delegado, a suspeita também ficou em silêncio. “Ela permaneceu em silêncio e não esclareceu nada sobre os fatos. É um direito dela de não produzir provas contra ela”, disse o delegado João Reis.

 

No último dia 22, a defesa de Bruna conseguiu, na justiça, a substituição da prisão temporária por medidas cautelares, como o monitoramento por tornozeleira eletrônica.

 

Mesmo sem o depoimento da suspeita, o inquérito policial segue em andamento.

 

No dia 30 de outubro, o síndico Adriano Allio, de 57 anos, foi encontrado morto carbonizado dentro do próprio carro, em uma estrada rural na zona norte de Londrina.


Para o delegado o crime teria motivo passional. A parte financeira também é uma possibilidade, já que segundo o delegado, horas antes do crime, houve duas transferências via PIX por parte de Adriano. 

© Copyright 2023 Grupo Tarobá