Londrina
Cascavel
  • Londrina
  • Cascavel

Tribunal de Justiça determina gestão adequada de cooperativas de coleta

17/05/24 às 17:02 - Escrito por Redação Tarobá News
siga o Tarobá News no Google News!


O Tribunal de Justiça de Londrina determinou que o município será responsável por garantir uma gestão adequada da coleta de lixo, nesta sexta-feira (17). A decisão foi tomada após um grupo de trabalho formado pelo Ministério Público, cooperados e pesquisadores da UEL (Universidade Estadual de Londrina) concluírem que o governo municipal não estaria cumprindo com a lei sobre contratação das cooperativas.

 

Caso as determinações exigidas, previstas em lei, não sejam cumpridas, o MP poderá tomar outras providências. No entendimento do Ministério Público, os problemas recorrentes da coleta seletiva nos últimos meses, foram ocasionados por falta de gestão do poder público.

Leia mais:

Imagem de destaque
RELATÓRIO

Polícia Militar apresenta menor índice de roubos em balanço de junho de 2024

Imagem de destaque
NESTA SEXTA

Centro de Londrina celebra festejo junino com o 1º Arraiá na Concha Acústica

Imagem de destaque
INVESTIGAÇÕES

Homem que morreu em colisão contra árvore pode ter feito manobras perigosas

Imagem de destaque
CENTENÁRIA EXEMPLAR

Com uma família gigante, dona Ana chega aos 100 anos com muita saúde e alegria

 

O MP reforça que o município não pode, de maneira alguma, terceirizar o serviço da coleta de recicláveis.

 

Em nota, a direção da CMTU (Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização), órgão municipal responsável pela gestão de cooperativas, afirmou que prefere não se manifestar no momento, por considerar que já cumpre o que foi determinado pelo Tribunal de Justiça, e que tem contratos vigentes por mais seis meses com as sete cooperativas.

 

A promotora, Révia de Luna, explica que ao final deste prazo, a companhia deve apresentar uma planilha de custos e um novo modelo de contrato, que atendam as exigências do tribunal. 

Notícias relacionadas

© Copyright 2023 Grupo Tarobá