Londrina
Cascavel
  • Londrina
  • Cascavel

City atropela Fluminense e fatura título inédito do Mundial de Clubes

22/12/23 às 22:05 - Escrito por Agência Brasil
siga o Tarobá News no Google News!

O Manchester City (Inglaterra) conquistou o título inédito no Mundial de Clubes da Fifa na tarde desta sexta-feira (22), ao aplicar 4 a 0 no Fluminense, no Estádio King Abdullah, em Jeddah (Arábia Saudita). O placar foi aberto com gol relâmpago aos 40 segundos - o mais rápido da história da competição - marcado pelo argentino Julián Álvarez, que também selou a goleada. O segundo gol foi contra, do zagueiro Nino e Folden fez o terceiro. 


O título conquistado hoje foi o quarto na carreira do técnico catalão Pep Guardiola, que se tornou o treinador com maior número de taças do Mundial. Ele já faturara o troféu duas vezes pelo Barcelona (2009 e 2011) e também quando comandava o Bayer de Munique (2013). A vitória na final do Mundial sela a campanha vitoriosa de Guadiola na última temporada (2002/23), quando conquistou a Tríplice Coroa: Liga dos Campeões, Premier League (Campeonato Inglês) e a Copa da Inglaterra.


Bastaram 40 segundos de bola rolando um gol relâmpago do argentino Julián Alvarez abrir o placar para o City no estádio King Abdullah. A jogada começou após passe errado de Marcelo na saída de bola. O lateral Aké aproveitou o vacilo para arriscar um chute de fora da área, mas a bola beijou a trave e sobrou para Álvarez, que escorou de peito para o fundo da rede. Após o susto, aos poucos o Fluminense foi trocando passes e acertando a marcação.  

Leia mais:

Imagem de destaque
ÍCONE DO SURFE

"Tudo chega ao fim", diz Kelly Slater após eliminação em etapa da WSL

Imagem de destaque
"UM SONHO"

América-RJ inscreve Romário para disputa da Série A2 do Carioca

Imagem de destaque
ESTAVA NO ATHLETICO

Hugo Moura chega ao Rio de Janeiro para fechar com o Vasco

Imagem de destaque
CORINTHIANS

Mosquito recebe nova sondagem da Série A e tem futuro incerto


A melhor chance do time carioca foi aos 15 minutos, com pressão de Cano sobre o goleiro Ederson na saída de bola. Aí Martinelli entrou em ação: tocou para Ganso que encontrou Cano dentro da grande área. O atacante do Flu ía chutar ao gol, mas foi derrubado pelo goleiro. O árbitro Szymon Marciniak chegou a marcar pênalti, mas o assistente já sinalizara impedimento de Cano. Marciniak voltou atrás e anulou a penalidade.


No entanto, o City foi retomando o controle da partida e investindo em jogadas de ataque pela esquerda. Numa delas, aos 26 minutos, o volante Rodri viu Foden adiantado e infiltrou um bola perfeita para o meio-campista do City chutar certeiro. No caminho da bola estava o zagueiro Nino, que ao tentar desviá-la acabou marcando gol contra. Após ampliar a vantagem no placar para 2 a 0, o City desacelerou o jogo, e o Tricolor também reduziu a intensidade em campo, dando sinais de cansaço.

© Copyright 2023 Grupo Tarobá