Londrina
Cascavel
  • Londrina
  • Cascavel

Justiça da Espanha mantém Daniel Alves em liberdade condicional

10/04/24 às 16:56 - Escrito por BAND
siga o Tarobá News no Google News!

O Tribunal de Barcelona, na Espanha, negou o pedido do Ministério Público e da defesa da vítima pedindo o retorno de Daniel Alves à prisão. O ex-jogador foi condenado a 4 anos e meio pelo crime de estupro e cumpriu 14 meses da pena. Daniel deixou a cadeia no dia 25 de março, após o pagamento de um fiança de um milhões de euros, cerca de R$ 5,4 milhões. 


Em comunicado, o Tribunal Superior de Justiça da Catalunha afirmou que “a finalidade da prisão provisória não pode se antecipar aos efeitos de uma hipotética pena que poderia ser imposta”. O TSJ sustenta que a privação de liberdade do jogador ultrapassaria o limite constitucional espanhol.


Daniel Alves está em prisão domiciliar desde 25 de março, quando efetuou o pagamento de uma fiança de 1 milhão de euros. Após o recurso, todas as partes recorreram.

Leia mais:

Imagem de destaque
SEGUNDO JORNALISTA

Cruzeiro estuda proposta para contratar Gabigol ainda em julho

Imagem de destaque
NADA DEFINIDO

Guardiola indica que não renovará com o City: "Mais perto de sair"

Imagem de destaque
NO JAPÃO

Brasil tem domingo dourado no Mundial de atletismo paralímpico

Imagem de destaque
CAMPEONATO BRASILEIRO

Mirassol derrota Ituano e assume 4ª posição da Série B


O Ministério Público da Espanha e a defesa da vítima recorreram contra a decisão alegando risco de fuga. Por outro lado, a defesa de Daniel pede a absolvição.


Alves foi condenado pelo crime de agressão sexual a uma mulher. O caso aconteceu numa boate em Barcelona, em dezembro de 2022.

Notícias relacionadas

© Copyright 2023 Grupo Tarobá