Londrina
Cascavel
  • Londrina
  • Cascavel

Na Ucrânia, árbitros serão submetidos a usar o detector de mentiras

20/02/24 às 21:04 - Escrito por Band
siga o Tarobá News no Google News!

Nesta terça-feira, 20, a Federação Ucraniana de Futebol anunciou que os árbitros serão submetidos a um polígrafo (detector de mentiras) em em períodos competitivos e não competitivos. Decisão foi tomada por Kateryna Monzul, chefe da comissão de arbitragem.


Kateryna irá desenvolver como os detectores serão utilizados após o sorteio dos árbitros para cada jogo. Anteriormente, os juízes eram definidos por federação. A ideia surgiu de Andriy Shevchenko, ex-jogador e presidente da Federação, para diminuir as reclamações.


Leia o comunicado completo:

Leia mais:

Imagem de destaque
DISPUTA

Seleção feminina de goalball é convocada para Malmö Cup

Imagem de destaque
2 A 0

Grêmio vence clássico com Internacional no Brasileiro Feminino

Imagem de destaque
NEGOCIAÇÃO

Santos acerta a contratação do meia Patrick, do Atlético-MG

Imagem de destaque
MEIA-ATACANTE

Palmeiras anuncia pré-contrato com Felipe Anderson, da Lazio


Como já informamos, a decisão do Comité Executivo da Federação Ucraniana de Futebol foi tomada pela chefe do Comité de Árbitros da Federação de Futebol do Cazaquistão UAF, Kateryna Monzul.


Além disso, o Comitê Executivo da UAF apoiou a proposta de introdução de exame obrigatório de árbitros com uso de polígrafo (“detector de mentiras”) em períodos competitivos e não competitivos.


Além disso, será utilizado um sistema de sorteio para indicar os árbitros da partida.


O chefe do comitê de árbitros e da administração da UAF tem a tarefa de desenvolver um procedimento de pesquisa com uso de polígrafo e um procedimento de sorteio.

© Copyright 2023 Grupo Tarobá