Londrina
Cascavel
  • Londrina
  • Cascavel

Romário e Casares não veem manipulação em goleada sofrida pelo SPFC

22/05/24 às 16:44 - Escrito por BAND
siga o Tarobá News no Google News!

Aconteceu nesta quarta-feira (22) a 7ª reunião da CPI da Manipulação de Jogos e Apostas Esportivas, que ouviu o presidente do São Paulo, Julio Casares, sobre o possível envolvimento de jogadores do São Paulo na goleada por 5 a 0 sofrida contra o Palmeiras, no 2º turno do Brasileirão 2023.


Após a exibição dos gols da partida, o senador Jorge Kajuru (PSB), presidente da CPI, questionou o senador Romário (PL) se existia alguma irregularidade nos gols sofridos pelo Tricolor.


“Eu, particularmente, tive muitos anos de experiência dentro de campo e posso afirmar que eu não identifico nada de estranho e diferente nesses cinco gols do Palmeiras contra o São Paulo. Erros que acontecem todos os dias e em todos os jogos”, respondeu Romário, que também é relator da CPI.

Leia mais:

Imagem de destaque
CBF MUDOU A DATA

Palmeiras poderá mandar jogo contra o Corinthians no Allianz

Imagem de destaque
MUITO DINHEIRO

Elenco da Inglaterra é o mais valioso da Eurocopa; veja os valores

Imagem de destaque
COM NOVIDADES

"Está quebrada", diz Pedrinho sobre SAF que administra o Vasco

Imagem de destaque
CORINTHIANS

Diego Palacios passa por nova artroscopia no joelho esquerdo


Já o presidente do São Paulo, Julio Casares, citou o fato de o gramado do Allianz Parque, palco do clássico contra o Palmeiras naquela ocasião, ser sintético, o que atrapalharia os jogadores do clube do Morumbi.


“Vamos fazer algumas colocações. Primeiro, o campo sintético, que é uma desigualdade. O futebol brasileiro precisa ter padrão de qualidade. Vai ter grama sintética? Então todos precisam ser iguais. Essa bola corre mais, a bola no outro lance passou longe do goleiro e, nos outros gols, não tinha a menor chance de ele pegar, vejo com total normalidade”, disse Casares.


Na sequência, Carares questionou sobre os lances do jogo entre Botafogo e Palmeiras, também pelo segundo turno do Brasileirão de 2024, que terminou com uma virada do Palmeiras após estar perdendo por 3 a 1 e o clube carioca ter um pênalti a seu favor desperdiçado.


“Seria bom passar os lances de Botafogo e Palmeiras. Ele estava ganhando de 3 a 1, teve um pênalti que o jogador do Botafogo perdeu. Será que ele (Tiquinho Soares) foi displicente? Eu não falaria isso, porque o futebol é isso mesmo. O Zico, um dos maiores jogadores do mundo, perdeu pênalti contra a França. Já imaginou aquele lance ser objeto de discussão?”, indagou o presidente do São Paulo.

Notícias relacionadas

© Copyright 2023 Grupo Tarobá