Londrina
Cascavel
  • Londrina
  • Cascavel

47 cidades aderiram ao incentivo do Estado para atendimento da população em situação de rua

20/05/24 às 15:29 - Escrito por Agência Estadual de Notícias
siga o Tarobá News no Google News!

Termina no próximo dia 31 de maio o prazo para que os 58 municípios mais propensos a registrar baixas temperaturas no inverno façam a adesão ao Incentivo Vidas Aquecidas, programa do Governo do Paraná, executado por meio da Secretaria do Desenvolvimento Social e Família (Sedef), que vai repassar R$ 4,1 milhões para atendimento à população em situação de rua.


Até o momento, 47 municípios fizeram a adesão no Sistema de Acompanhamento do Cofinanciamento Estadual Fundo a Fundo (SIFF). Os recursos são oriundos do Conselho Estadual da Assistência Social (CEAS).


Os municípios devem assinar o Termo de Adesão e o Plano de Ação no Sistema e Acompanhamento do Cofinanciamento Estadual Fundo a Fundo (SIFF), de acordo com a realidade e as necessidades da cidade, com informações do CadÚnico e Registro Mensal de Atendimento (RMA) como previsto nas normativas nacionais de atendimento.

Leia mais:

Imagem de destaque
ALINHAR DIRETRIZES

Encontro de delegados da Receita Estadual aborda reforma tributária

Imagem de destaque
SAÚDE

Com 12,2 mil acidentes somente neste ano, Saúde alerta para o risco de quedas de idosos

Imagem de destaque
SEM REAJUSTE

Clientes da Copel não terão aumento na tarifa de energia no próximo ano

Imagem de destaque
MANDADOS

PCPR e Gaeco fazem operação contra grupo ligado ao tráfico de drogas em vários estados


Deve também anexar a Resolução do Conselho Municipal de Assistência Social (CMAS), em que conste a adesão e a aprovação do Plano de Ação. Após a adesão no SIFF será publicada Resolução da Sedef com a relação dos municípios que foram habilitados, com os valores repassados.


O Incentivo Vidas Aquecidas será destinado a medidas socioassistenciais, como acolhimento provisório na rede hoteleira; implantação, implementação e manutenção de alojamentos provisórios, de forma direta ou por meio de parcerias com organizações da sociedade civil; ampliação de vagas de atendimento nas unidades de acolhimento institucional; concessão de benefícios eventuais por vulnerabilidade temporária, conforme regulamentação local e intensificar ações do Serviço Especializado em Abordagem Social.


O secretário estadual do Desenvolvimento Social e Família, Rogério Carboni, afirma que a iniciativa é um importante passo para ampliar ações afirmativas em prol da população em situação de rua. “É uma experiência nova dentro da área da assistência social, com planejamento em conjunto para que os serviços cheguem, de fato, à população que precisa”, afirmou. “Essa parceria com o CEAS é muito produtiva e nossos conselheiros demonstram, assim como a Sedef, como estão comprometidos com os paranaenses”.


A presidente do CEAS-PR, Renata Mareziuzek dos Santos, afirma que esses serviços são essenciais durante todo o ano, mas que precisam ser intensificados no período do inverno. “A oferta de serviços à população em situação de rua é um desafio que se apresenta todos os dias no âmbito da proteção social. Estamos evoluindo muito com esse incentivo, até porque ele estimula os municípios a terem um levantamento de pessoas que serão atendidas. Dessa forma, com informações consistentes, conseguiremos encorpar as ações”, disse.

Notícias relacionadas

© Copyright 2023 Grupo Tarobá