Copel já trocou mais de cem postes derrubados em acidentes de trânsito

Redação Tarobá News
Paraná | Publicado em 16/05/2018 às 07:41

A quantidade de postes de energia danificados em acidentes de trânsito em Londrina é surpreendente e acima da média de outras cidades do Paraná. No ano passado, foram 365. Ou seja, um poste a cada dia que teve que ser trocado pela Copel. Prejuízo material, sem contar com muitas vidas que se foram. Em 2018, já são 115. O último, ontem pela manhã. 

O acidente foi na manhã de terça. O motorista de um carro bateu contra um poste na rodovia Carlos João Strass, na zona norte da cidade. Por sorte, ninguém se feriu. Com o impacto da batida, o poste foi arrancado. Situações assim, tem se tornado comum. É fácil encontrar postes avariados por batidas na cidade. Só na Winston Churchill é um atrás do outro. Na avenida Maringá, três foram trocados pela Copel na última segunda-feira após um acidente que deixou uma pessoa morta. Na terça, ainda havia equipes fazendo reparos. Em situações como essa, os custos do concerto são repassados ao responsável pelo acidente, mas alguns prejuízos ficam com os consumidores e com a empresa. 

Apenas na madrugada de domingo para segunda foram seis postes quebrados em acidentes, o que deixou cerca de 6600 pessoas sem energia por quase cinco horas. Três deles em outro acidente na Bento Munhoz da Rocha Neto. Durante a tarde de segunda, na zona norte, um carro que perdeu o controle , atingiu uma moto e só parou quando acertou o poste. Deixou um motociclista morto. 

Só este ano foram mais de 110 postes derrubados após acidentes de trânsito em Londrina. A reposição de cada um custa em média R$ 2, 2 mil. Mas há situações em que podem custar bem mais, como é o caso de um posicionado na Bento Munhoz da Rocha Neto. Além de destruir os postes, os equipamentos de proteção da rede também foram danificados. E o reparo pode chegar a um custo de R$ 45 mil. 

Ano passado, pelo menos um poste foi trocado todos os dias por conta de acidentes apenas em Londrina. Em todo o estado, o número chega a 3200. Em abril, dois jovens morreram na zona norte após o carro bater em um poste de concreto. O acidente foi na avenida Angelina Ricci Vezozzo. 

(Reportagem: Ticianna Mujalli e Andelson Moro)



Relacionados

Capitão Leônidas Marques | 21-01-2019 18:29

Arqueólogos pesquisam gravuras em propriedades rurais

Arqueólogos pesquisam gravuras em propriedades rurais

Diamante do Sul | 21-01-2019 17:17

Homem exibe cabeça de onça em vídeo

Homem exibe cabeça de onça em vídeo

Paraná | 21-01-2019 16:14

Polícia Civil vai modernizar serviços do Instituto de Identificação

Polícia Civil vai modernizar serviços do Instituto de Identificação

Cascavel | 21-01-2019 15:19

Jacaré engole barra de ferro e é levado para clínica

Jacaré engole barra de ferro e é levado para clínica

PUBLICIDADE