Londrina
Cascavel
  • Londrina
  • Cascavel

Desmatamento ilegal da Mata Atlântica reduz 64% no Paraná em 2023

29/11/23 às 16:31 - Escrito por Agência Estadual de Notícias
siga o Tarobá News no Google News!

O Paraná segue se destacando no controle ao desmatamento ilegal da Mata Atlântica. Um relatório divulgado nesta quarta-feira (29) pela Fundação SOS Mata Atlântica em parceria com a Arcplan e o MapBiomas revela que o Estado reduziu em 64% a supressão vegetal entre janeiro e agosto deste ano no comparativo com o mesmo período do ano passado. Passou de 2.763 hectares para 992 hectares desflorestados. O índice é o segundo melhor do País, atrás apenas de Santa Catarina (66%), e superior à média nacional (59%).


O estudo também aponta que o total de eventos relacionados ao desmatamento reduziu de 933 para 441, assim com a área média desmatada, de 3 hectares para 2,2 hectares. 


O desempenho corrobora os números divulgados em julho pelo menos grupo de pesquisadores do bioma nacional. Na ocasião, o Paraná apresentou queda de 54% nos primeiros cinco meses de 2023, novamente no mesmo intervalo de tempo em 2022. O desmatamento também já tinha diminuído 42% entre 2021 e 2022 no Paraná.

Leia mais:

Imagem de destaque
DOENÇAS RARAS

Dia Mundial: Saúde reforça a importância do cadastro no Sidora

Imagem de destaque
SAÚDE

Fiocruz alerta para circulação simultânea da Covid-19 e do vírus da gripe

Imagem de destaque
FINANCEIRO

Paraná realiza 1ª prestação de contas ao Tesouro Nacional por meio de novo sistema

Imagem de destaque
PARANÁ

Estado deve produzir 21,12 milhões de toneladas de grãos na safra de verão 2023/2024


Para Everton Souza, diretor-presidente do IAT, a redução está diretamente ligada à política de meio ambiente implementada pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior a partir de 2019. Segundo ele, as ações estão direcionadas para fiscalização, repressão, educação e incentivo ao uso da tecnologia como aliada à técnica e experiência dos profissionais do IAT.


“É resultado de um trabalho muito sério. O Paraná fez do combate ao desmatamento ilegal uma obsessão, se tornou ainda mais vigilante, e assim conseguimos salvar muitas florestas. Essa redução reforça que o planejamento implementado pelo governador Ratinho Junior está surtindo o efeito desejado”, destacou. “Mas não estamos completamente satisfeitos. Queremos e vamos melhorar ainda mais esses números. Aqui no Paraná a tolerância com o desmatamento é zero”.


O diretor-presidente do órgão ambiental lembrou que o combate ao desmatamento se tornou muito mais intenso nos últimos anos no Paraná e é realizado diariamente por cerca de 600 pessoas em todo o Estado. De 2018 até a primeira quinzena de novembro de 2023 foram expedidos 16.282 Autos de Infração Ambiental (AIA), com multas que somam R$ 362 milhões. Desse montante, 3.319 AIA e R$ 102,7 milhões em multas são deste ano. “Há uma fiscalização intensa, 24 horas por dia, via satélite. Quem teimar em andar fora de lei, será descoberto”, afirmou Souza.


O valor arrecadado com as infrações é repassado integralmente ao Fundo Estadual do Meio Ambiente. A reserva financeira tem como finalidade financiar planos, programas ou projetos que objetivem o controle, a preservação, a conservação e a recuperação do meio ambiente, conforme a Lei Estadual 12.945/2000.

© Copyright 2023 Grupo Tarobá