Londrina
Cascavel
  • Londrina
  • Cascavel

Encontro estadual de ciência, inovação e tecnologia reuniu grande público em Guarapuava

24/11/23 às 08:38 - Escrito por Agência Estadual de Notícias
siga o Tarobá News no Google News!

O 5º Encontro de Parques Tecnológicos do Paraná, em Guarapuava, registrou números recordes de ambientes credenciados e de participantes nas palestras e painéis, com cerca de 460 pessoas. Um dos temas de destaque em debate foi a construção da Política Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação (Pecti).


Na abertura do evento, na terça-feira (21), o Governo do Estado anunciou a destinação de R$ 34 milhões para fomento de ambientes promotores de inovação de todas as regiões do Paraná. São recursos próprios e também aportados por instituições parceiras.


A construção da Política Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação (Pecti) foi abordada pela assessora técnica da Secretaria de Estado de Ciência Tecnologia e Ensino Superior (Seti), Erika Dmitruk.

Leia mais:

Imagem de destaque
PARANÁ

Colheita atípica de soja eleva exportações do Paraná em 282% em janeiro

Imagem de destaque
SUPRESSÃO ILEGAL

IAT indica redução de 71,5% na área de Mata Atlântica desmatada em 2023

Imagem de destaque
NOVO EQUIPAMENTO

Hospital Regional da Lapa realiza primeira cirurgia por vídeo da sua história

Imagem de destaque
DIA D

Paraná e outros três estados se unem em ações de combate à dengue nos municípios de divisa

“A Política Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação procura reunir interesses de quatro áreas, ciência, empresas, Estado e da sociedade. Além disso, objetiva mostrar a ciência como oportunidade e estratégica para o bem da sociedade”, explicou.


A Pecti está em processo de elaboração coletiva por meio de consulta pública. Todo cidadão paranaense pode contribuir com a proposta. A consulta estará disponível até 8 de dezembro e pode ser preenchida na página da Pecti.


Erika destacou, também, que o Governo do Estado está preocupado em instituir indicadores para mensurar a qualidade das políticas.


“Há preocupação com o desenvolvimento de mecanismos de avaliação de impactos sociais com a participação pública e a revisão por pares ampliada. O controle de qualidade das políticas de ciência, tecnologia e inovação deverá ocorrer no contexto da aplicação, e incorporará interesses sociais, econômicos e políticos. Neste movimento o Estado é um grande articulador e fomentador das ações de Ciência, Tecnologia e Inovação no Paraná”, explicou.


O diretor de Ciência e Tecnologia da Seti, Marco Aurélio Pelegrina, ressaltou que o debate sobre a legislação da CT&I é fundamental para o avanço em diversas áreas em todo o Estado.


“Pensamos que as regras, as normas, toda a legislação proporciona um ordenamento e a indicação para a direção que o Estado avançará. A Seti, como incentivadora de inovação e pesquisa, tem a visão de possibilitar e dar suporte para projetos que promovam avanços tecnológicos que impactam e melhoram a vida dos cidadãos”, disse.


RECURSOS – Os R$ 34 milhões destinados para fomentar ecossistemas de ciência, tecnologia e inovação serão viabilizados por meio de duas chamadas públicas que devem ser publicadas até o início de dezembro.


Um dos editais será para projetos apresentados por instituições de ensino superior e de pesquisa científica e tecnológica públicas e privadas e prevê investimentos no valor de R$ 19,25 milhões. O segundo edital, de R$ 14,75 milhões, é voltado para atender propostas das demais organizações do setor público e da iniciativa privada.


Do recurso total, R$ 16 milhões serão repassados por meio do Fundo Paraná, dotação administrada pela Seti para o fomento científico e tecnológico e o restante será de responsabilidade de instituições parceiras.

O Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Paraná (Sebrae/PR) disponibilizará 4 mil horas em consultorias, presencial e online, para os ambientes de inovação com foco em gestão e planejamento estratégico.



ENCONTRO – O evento foi realizado nesta terça e quarta-feira (21 e 22) no Centro de Eventos Cidade dos Lagos, em Guarapuava, e teve como instituições parcerias a Secretaria da Inovação, Modernização e Transformação Digital (Sei), a Agência Araucária e o Sebrae. Também foram entregues 188 certificados aos representantes dos novos ambientes de inovação credenciados pelo Separtec.

© Copyright 2023 Grupo Tarobá