Londrina
Cascavel
  • Londrina
  • Cascavel

Justiça endossa projeto de intercâmbio de estudantes Ganhando o Mundo

18/11/23 às 09:36 - Escrito por Agência Estadual de Notícias
siga o Tarobá News no Google News!

Uma decisão proferida nesta sexta-feira (11) pelo Tribunal de Justiça do Paraná (TJ/PR) derrubou liminar que suspendia o programa Ganhando o Mundo, da Secretaria de Estado da Educação, que possibilita o intercâmbio internacional de alunos de escolas estaduais do Paraná. 


O pedido havia sido feito por empresas que participaram da licitação para contratação de agência de viagem, mas que não foram as vencedoras do processo.


Em sua decisão, o presidente do Tribunal, desembargador Luiz Fernando Tomasi Keppen, afirma que a liminar que suspendia o programa prejudicaria o direito dos estudantes vencedores e a manutenção do cronograma do projeto que irá "assegurar a efetiva prestação do serviço público de Educação”.

Leia mais:

Imagem de destaque
RODOVIAS

Modelo mais moderno: concessionárias assumem rodovias do Paraná nesta quarta

Imagem de destaque
EM SÃO PAULO

Invest Paraná prospecta novos negócios com as Câmaras de Comércio Árabe e do Canadá

Imagem de destaque
MAIOR NÚMERO DO ANO

Agências do Trabalhador iniciam a semana com a oferta de 19,3 mil vagas

Imagem de destaque
OPERAÇÃO

PCPR deflagra operação contra organização ligada ao tráfico de animais silvestres em todo país


Além disso, o desembargador salienta que os estudantes participantes já “obtiveram credenciamento junto a diversas instituições internacionais para realização do intercâmbio” e que uma liminar suspendendo o projeto afetaria severamente o planejamento administrativo e o erário público”.


Para o procurador-geral do Estado, Luciano Borges, a decisão respalda a lisura do programa que beneficia centenas de estudantes.


“São alunos que estão em vias de embarcar em uma oportunidade que certamente trará impactos para suas trajetórias. Todo o processo ocorreu sob a regência da Nova Lei de Licitações, que prevê análise de riscos prévios e Estudo Técnico Preliminar, para garantir que tudo ocorra com transparência e respeito aos recursos públicos”, detalha.

© Copyright 2023 Grupo Tarobá