Londrina
Cascavel
  • Londrina
  • Cascavel

Palotina, Almirante Tamandaré e Pinhais vão receber serviços do PCPR na Comunidade

14/05/24 às 09:07 - Escrito por Agência Estadual de Notícias
siga o Tarobá News no Google News!

A Polícia Civil do Paraná (PCPR) levará nesta semana serviços da polícia judiciária e exposições para a população de Palotina, no Oeste do Estado, e Almirante Tamandaré e Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba.


No Oeste, o programa acontecerá durante a Expo Palotina, no Parque de Exposições João Leopoldo Jacomel, de quinta-feira (16) a domingo (19), das 18h às meia-noite. Entre os serviços oferecidos estão orientações, registro de boletim de ocorrência, emissão de atestados de antecedentes criminais, exposição de materiais táticos e demonstração de perícia papiloscópica.


Em Almirante Tamandaré, o evento será de quarta-feira (15) a sexta-feira (17), das 9h às 17h, no Ginásio de Esportes Buzatão, na Rua Antônio Batista de Siqueira, n° 712, no Jardim São Domingos. A ação ocorre em parceria com o Paraná em Ação, da Secretaria estadual da Justiça e Cidadania (Seju).

Leia mais:

Imagem de destaque
ACOMPANHAMENTO

Alinhada a Plano Nacional, Adapar encerra a vigilância ativa de aves do ciclo 2024

Imagem de destaque
NOVA FERRAMENTA

UEM investe em software para detectar e inibir plágio acadêmico

Imagem de destaque
20 CARROS

Rally da Graciosa atrai mais de 6 mil turistas a Morretes e Antonina

Imagem de destaque
BAIRRO UBERABA

Caminhão atropela e mata uma cliclista de 45 anos em Curitiba


Em Pinhais, a disponibilização dos serviços ocorre no sábado (18), das 9h às 18h, na Escola Municipal Cândido Portinari, localizada na Rua Norberto Ribeiro da Mota, n° 492, no Jardim Cláudia.


Na Região Metropolitana de Curitiba, além dos serviços, orientações, exposições de perícia papiloscópica e materiais táticos, haverá confecção de Carteiras de Identidade Nacional para pessoas que agendaram previamente.


O coordenador do programa, João Mario Goes, destaca que a atividade tem o intuito de promover cidadania à população. “Tem o objetivo de levar os serviços da Polícia Civil e informações até a população de maior vulnerabilidade social. Através do programa, conseguimos orientar crianças e adultos para construir uma segurança pública de qualidade a curto, médio e longo prazo", disse.


BALANÇO – A PCPR levou serviços para mais de 3,1 mil pessoas durante eventos do que aconteceram de quarta-feira (8) a sábado (11), em Londrina (Norte) e Apucarana (Vale do Ivaí). As ações aconteceram em parceria com o Paraná em Ação, da Secretaria da Justiça e Cidadania (Seju), e Justiça no Bairro, do Tribunal de Justiça do Paraná.


Durante os eventos, foram disponibilizados registro de boletim de ocorrência e emissão de atestados de antecedentes criminais. Ao todo, foram confeccionados 1.556 Carteiras de Identidade Nacional, sendo 666 em Londrina e 890 em Apucarana 890.


“A Polícia Civil tem feito um excelente trabalho atendendo as crianças e a comunidade, e na parte de conscientização, levando informação para toda a população. Essa aproximação é fundamental para que a gente tenha esse acolhimento, tanto da polícia para com as pessoas e das pessoas para com a Polícia Civil”, afirmou o prefeito de Apucarana, Júnior da Femac.


Também houve atividades lúdicas para as crianças e demonstrações de perícia papiloscópica, com o objetivo de mostrar a atuação dos policiais civis e criar uma aproximação com a comunidade.


DEMAIS SERVIÇOS – Além das atividades de Polícia Judiciária, o Paraná em Ação ofertou outros serviços fundamentais a toda comunidade, incluindo orientações, testes rápidos de saúde, oportunidades de emprego, apresentações culturais, atividades esportivas, orientações jurídicas, entre outros. 


O Justiça no Bairro ofereceu outros serviços, entre eles ações jurídicas como divórcio consensual, guarda, pensão alimentícia, união estável, testes de DNA, reconhecimento de paternidade/maternidade, retificação de registro civil, entre outros.   


PROGRAMA – O PCPR na Comunidade é um programa que ocorre regularmente em todo o Paraná. O objetivo é levar serviços de polícia judiciária à população, promover atendimento humanizado, auxiliar na identificação de possíveis vítimas e na conclusão de investigações. Visa, ainda, fortalecer a eficiência na prestação do serviço público e representar a instituição em atividades em prol da sociedade.

Notícias relacionadas

© Copyright 2023 Grupo Tarobá