Londrina
Cascavel
  • Londrina
  • Cascavel

Paraná apresenta experiência sobre fim da vacinação contra aftosa em fórum nacional

23/11/23 às 16:41 - Escrito por Redação Tarobá News
siga o Tarobá News no Google News!

O gerente de Saúde Animal (GSA) da Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar), Rafael Gonçalves Dias, apresentou nesta quarta-feira (22), no VI Fórum Nacional de Vigilância para Febre Aftosa, a experiência do Paraná na interrupção da vacinação contra a febre aftosa e na conquista do reconhecimento internacional de área Livre de febre aftosa sem vacinação.


O Fórum aconteceu na sede da Federação da Agricultura e Pecuária do Mato Grosso do Sul (Famasul), em Campo Grande (MS), e abordou temas como a retirada da vacinação no MS, ocorrida em abril deste ano. Também foram pautas do evento o reconhecimento internacional pela atuação contra a enfermidade e os desafios após a conquista do status de área livre de aftosa.


Rafael Dias compartilhou a experiência do Paraná nos últimos anos destacando benefícios e desafios da retirada da vacinação contra a doença no Paraná.

Leia mais:

Imagem de destaque
REGIÃO OESTE

Rede Elétrica Inteligente da Copel chega a mais 50 municípios do Oeste do Paraná

Imagem de destaque
PARANÁ

Coleta de esgoto abrange 70% da população paranaense

Imagem de destaque
PARANÁ

Economia do Paraná cresce 7,8% em 2023, diz BC

Imagem de destaque
VENDAS EM FESTAS

PCPR e PMPR fazem operação contra grupo ligado ao tráfico de drogas em Maringá


Segundo Dias, apresentar a experiência do Paraná para outros estados é uma medida significativa para as regiões que buscam alcançar o status de livre da doença sem vacinação. Esse processo, de acordo com ele, envolve uma série de desafios e decisões estratégicas, e compartilhar experiências com outros estados pode trazer muitos benefícios.


“É importante principalmente no que se refere à troca de conhecimento técnico, à padronização dos protocolos de vigilância, monitoramento e controle da doença e ao fortalecimento da colaboração entre as diversas entidades envolvidas na erradicação da febre aftosa”, afirma Dias.


EXPERIÊNCIA - Com o trabalho do governo estadual junto ao Ministério da Agricultura e Pecuária, setor privado e organismos internacionais, a imunização contra a aftosa foi interrompida em 2019 no Paraná e a campanha de vacinação, que acontecia duas vezes por ano, foi substituída pela de atualização de rebanhos. Atualmente o cadastro é obrigatório para garantir a rastreabilidade e a sanidade dos animais.

© Copyright 2023 Grupo Tarobá