Londrina
Cascavel
  • Londrina
  • Cascavel

PCPR integra Alerta Amber na divulgação de alertas de crianças desaparecidas

24/05/24 às 08:52 - Escrito por Assessoria de Imprensa
siga o Tarobá News no Google News!

A Polícia Civil do Paraná (PCPR) aderiu ao programa Alerta Amber, uma parceria entre o Ministério da Justiça e a empresa Meta que auxilia na divulgação de informações sobre crianças desaparecidas. O Paraná é um dos primeiros estados a aderir ao alerta, na semana em que se celebra o Dia Internacional das Crianças Desaparecidas, que acontece no próximo sábado (25). 


O Amber Alert está presente em 30 países e começou a ser utilizado no Brasil em agosto de 2023. Em território nacional, o serviço está disponível no Ceará, Minas Gerais, no Distrito Federal e agora no Paraná. 

O programa é um sistema de alertas urgentes que é ativado em casos de desaparecimento ou sequestro de crianças. Consiste na rápida comunicação por meio das redes sociais da Meta para auxiliar na busca de crianças ou adolescentes, desaparecidos ou sequestrados, em risco grave e iminente de morte ou lesão corporal grave, sob investigação de instituições de segurança pública. 

Leia mais:

Imagem de destaque
ACOMPANHAMENTO

Alinhada a Plano Nacional, Adapar encerra a vigilância ativa de aves do ciclo 2024

Imagem de destaque
NOVA FERRAMENTA

UEM investe em software para detectar e inibir plágio acadêmico

Imagem de destaque
20 CARROS

Rally da Graciosa atrai mais de 6 mil turistas a Morretes e Antonina

Imagem de destaque
BAIRRO UBERABA

Caminhão atropela e mata uma cliclista de 45 anos em Curitiba


O alerta anuncia a descrição da vítima, além de descrições de qualquer indivíduo suspeito de envolvimento no crime.


O pedido para inclusão do Estado no programa foi feito pelo Serviço de Investigação de Crianças Desaparecidas (Sicride) da PCPR, a primeira e única estrutura do Brasil dedicada exclusivamente à investigação do desaparecimento de crianças e adolescentes. A unidade tem se destacado nos últimos anos mantendo índices de 100% de resolução de casos. 


“O primeiro passo é o registro do boletim de ocorrência, importante reforçar que não é necessário esperar 24 horas. Imediatamente a unidade vai contatar o Ciberlab, do Ministério da Justiça, que entra em acordo com a Meta e divulga as informações. O alerta auxilia justamente na veiculação correta das informações do menor desaparecido, para que seja localizado de forma mais rápida”, diz a delegada da PCPR e chefe do Sicride, Patricia Paz. 


O alerta, com as informações, é entregue a todos os usuários das redes sociais da Meta em um raio de 160 quilômetros do local do desaparecimento.


A alta eficiência da unidade da PCPR fez com que o Paraná se tornasse uma referência nacional, com a participação do Sicride nas discussões que pretendem estabelecer uma legislação específica em nível nacional sobre o tema e a inclusão do Estado no Alerta Amber.


SICRIDE- Com sede em Curitiba, o Sicride recebe os boletins de todas as cidades do Paraná sobre desaparecimento de crianças e também conta com o apoio de outras unidades quando necessário. O órgão atua em casos de pessoas com 0 a 12 anos de idade incompletos.


 A depender da situação, o Tático Integrado de Grupos de Repressão Especial (Tigre) da Polícia Civil, a Polícia Militar, o Corpo de Bombeiros e forças de segurança de outros estados, entre outras instituições parceiras, podem ser acionadas.


CASOS ANTIGOS – Apesar de ter 100% de resolução em casos ocorridos desde 2018, o Sicride continua atento a desaparecimentos mais antigos, alguns até de décadas atrás. Nestes casos, as investigações nunca param sempre em busca de novas pistas ou denúncias, com o uso inclusive de tecnologias mais modernas, como o sistema que simula a progressão de idade da criança com base em fotos antigas e a identificação de material genético por DNA.


DATA – O dia 25 de maio é lembrado todos os anos como o Dia Internacional das Crianças Desaparecidas. A data foi escolhida porque, neste dia, em 1979, Ethan Patz, de seis anos de idade, desapareceu enquanto voltava da escola, em Nova York (EUA). Infelizmente, a criança nunca foi encontrada, mesmo com o intenso esforço da polícia e comunidade na época, o que motivou os Estados Unidos a lançarem uma campanha nacional que incluía fotos de crianças desaparecidas nas caixas de leite.


Em 1986, o então presidente Ronald Reagan oficializou o dia 25 de maio como uma data dedicada a todas as crianças desaparecidas, que contou com a adesão de outros países, incluindo o Brasil.

Notícias relacionadas

© Copyright 2023 Grupo Tarobá