Londrina
Cascavel

TV Tarobá

Tarobá FM

  • Londrina
  • Cascavel

Prefeitura terá que pagar pensão à família de jovem morto em abordagem da GM

18/07/18 às 19:56 - Escrito por Murilo Pajolla

A Justiça determinou que o município de Londrina pague pensão alimentícia à família de Matheus Evangelista de 18 anos, que morreu baleado durante uma abordagem da Guarda Municipal na zona norte de Londrina. 

O juiz Marcos José Vieira ordenou o pagamento imediato de dois terços de um salário mínimo por mês, o que equivale a R$ 635. A ação por danos morais movida pela família contra a prefeitura totaliza cerca de R$ 2 milhões. 

No entendimento do juiz, Matheus trabalhava e contribuía para o orçamento familiar, renda que deixou de existir após a sua morte. Segundo o advogado Mário Barbosa, que representa os parentes da vítima, ele começou a trabalhar como ajudante em uma marcenaria e chegou a exercer a função de Marceneiro. 

“A família vê com entusiasmo essa decisão, que foi concedida por juiz que nada tinha a ver com o processo criminal e conseguiu de maneira clara e inequívoca compreender que a morte de Matheus foi uma atitude injusta praticada pelos guardas municipais”, afirmou. 

Apesar de trazer alívio para a família, a valor concedido foi menor do que o pedido. Segundo Barbosa, o salário de Matheus era de R$ 1500, mas o valor não foi reconhecido, já que ele não trabalhava com carteira assinada. “A família procura na Justiça do trabalho o reconhecimento do vínculo empregatício”, explicou o advogado. 

© Copyright 2022 Grupo Tarobá