Londrina
Cascavel
  • Londrina
  • Cascavel

Procon notifica postos de combustíveis em Londrina

26/07/17 às 12:14 - Escrito por Redação Tarobá News
siga o Tarobá News no Google News!

Os 104 postos de combustíveis de Londrina estão sendo notificados pelo Núcleo Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor de Londrina (Procon-LD), desde terça-feira (25), para apresentarem documentação relativa aos preços dos combustíveis. O objetivo é investigar o aumento de preço do produto e avaliar se houve acréscimo sem justa causa. A operação será feita em conjunto com o Ministério Público, conforme o que foi decidido em reunião realizada na segunda-feira (24) entre os órgãos.

Segundo o coordenador do Procon-LD, Gustavo Richa, os proprietários dos postos notificados deverão apresentar, no prazo de três dias, documentos que especifiquem o valor de venda do etanol, gasolina e diesel na última semana que antecedeu o anúncio do reajuste na alíquota do PIS/Cofins pelo Governo Federal, na quinta-feira (20).

A notificação determina também a apresentação das notas fiscais com o valor de aquisição dos combustíveis junto às distribuidoras. “Para identificarmos se houve aumento injustificado dependemos de prova e essa avaliação é feita caso a caso. Se houve um aumento abusivo, as multas podem ser aplicadas conforme o faturamento de cada posto”, explicou.

Leia mais:

Imagem de destaque
TRAGÉDIA

Guincho tem cabine arrancada e homem morre na área de escape da BR-376

Imagem de destaque
TRABALHO EM ANDAMENTO

DER/PR executa reforma geral em ponte na PR-439, em Santo Antônio da Platina

Imagem de destaque
EDTG

Escola de Dança Teatro Guaíra estreia nova temporada de apresentações nos colégios

Imagem de destaque
VÁRIAS CIDADES

PCPR prende 11 pessoas em operação contra grupo criminoso ligado a roubos a fazendas

Na sexta-feira (21), o órgão já tinha alertado os consumidores sobre a suspeita de que alguns postos haviam alterado o preço dos combustíveis antes de adquirir o produto com reajuste. Segundo o Procon-LD, a prática é proibida, pois os estabelecimentos não podem aumentar os preços enquanto ainda estiverem com o estoque velho. “O aumento deve ser gradual, à medida que os estabelecimentos forem comprando o produto com o novo preço, o que em muitos casos ainda não ocorreu”, frisou o coordenador.

A população também pode denunciar qualquer suspeita de irregularidade, pelo telefone 151, pelo email [email protected], ou pessoalmente na sede do órgão, que fica Rua Mato Grosso, 299, de segunda a sexta-feira, das 9 às 17 horas. A entrega de senhas para o atendimento é das 9 às 14 horas.

© Copyright 2023 Grupo Tarobá