Londrina
Cascavel
  • Londrina
  • Cascavel

Produtores de São Jerônimo da Serra dão início à colheita de maçãs no Paraná

16/11/23 às 16:43 - Escrito por Agência Estadual de Notícias
siga o Tarobá News no Google News!

As primeiras maçãs saídas dos pomares de São Jerônimo da Serra, no Norte do Paraná, dão início à safra dessa fruta no Estado. São da cultivar Eva, desenvolvida pelo Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná (IDR-Paraná). A informação está no Boletim de Conjuntura Agropecuária relativo à semana de 10 a 16 de novembro. O documento é preparado pelo Departamento de Economia Rural (Deral), da Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento (Seab).


“A baixa exigência em frio para a quebra da dormência invernal e a precocidade tornam a maçã Eva uma fruta de arrancada, dando início ao ciclo de colheitas da fruta”, salientou o engenheiro agrônomo Paulo Andrade, analista de Fruticultura no Deral. Segundo ele, a seguir será a vez da variedade Gala, a ser extraída entre janeiro e março, complementada pela Fuji, do final de fevereiro até meados de maio.


A maçã é cultivada em 33,3 mil hectares no Brasil, sendo a 14ª fruta em área, a 12ª em volumes colhidos, com 1,3 milhão de toneladas, e a 10ª em Valor Bruto de Produção (VBP), atingindo R$ 710,4 milhões em 2022. Santa Catarina, com 572,3 mil toneladas (54,7%), Rio Grande do Sul, com 435,3 mil toneladas (41,6%), e o Paraná, com 26,5 mil toneladas (2,8%), participam em 99% das colheitas nacionais.

Leia mais:

Imagem de destaque
PARANÁ

Retoma Paraná oferece oportunidade de regularização para 44 mil empresas

Imagem de destaque
IBGE

Proporção de moradores em apartamentos quase dobra no Paraná em 12 anos

Imagem de destaque
REGIÃO OESTE

Rede Elétrica Inteligente da Copel chega a mais 50 municípios do Oeste do Paraná

Imagem de destaque
PARANÁ

Coleta de esgoto abrange 70% da população paranaense


As 26,5 mil toneladas do Paraná foram produzidas em 984 hectares, resultando em R$ 52,3 milhões de VBP em 2022. A produção estadual está mais concentrada na Região Metropolitana de Curitiba, Sudoeste do Estado e nos Campos Gerais. O município de Palmas é o principal produtor, com 8,5 mil toneladas, seguido pela Lapa (5,1 mil t), Campo do Tenente (4,5 mil t) e Porto Amazonas (3,3 mil t). A fruta tem presença comercial em outros 37 municípios do Paraná.


MILHO E SOJA – O plantio da primeira safra de milho 2023/24 caminha para o final. Nesta semana foram alcançados 96% da área de 314 mil hectares. As lavouras apresentam boas condições em 81% da área, enquanto 16% são consideradas medianas e 3%, ruins.


A soja está com 84% dos 5,8 milhões de hectares semeados. A cultura tem 88% de situação boa, 10% mediana e 2% ruim. De um modo geral, as condições dos últimos dias foram favoráveis para o avanço do plantio dos grãos.


FEIJÃO E TRIGO – O plantio do feijão avançou quatro pontos percentuais na semana e atingiu 90% da área de 111,4 mil hectares. O maior atraso está na região de União da Vitória, no Sul, onde apenas 25% dos 13 mil hectares foram plantados. De modo geral, a cultura se desenvolve lentamente. O solo encharcado dificulta os tratos culturais.


As chuvas nas últimas semanas prejudicaram a qualidade do trigo. Até o início de outubro, aproximadamente 70% da produção estimada em 3,8 milhões de toneladas tinha sido colhida em condições normais de pluviometria. Os 30% restantes foram atingidos pelas chuvas e as condições das lavouras se deterioraram. Resta 1% da área de 1,4 milhão de hectares para colher.



© Copyright 2023 Grupo Tarobá