Londrina
Cascavel
  • Londrina
  • Cascavel

Projeto de acolhimento a vítimas de crimes sexuais conquista 2º lugar em premiação nacional

02/12/23 às 13:11 - Escrito por Assessoria de Imprensa
siga o Tarobá News no Google News!

O projeto “Restaurando Corações”, do Ministério Público do Paraná, desenvolvido atualmente pela 4ª Promotoria de Justiça de Castro, nos Campos Gerais, conquistou o segundo lugar da edição 2023 do Prêmio CNMP. A iniciativa concorreu na categoria “Persecução Cível e Penal” com outras duas, dos Ministérios Públicos de Minas Gerais e Ceará. O projeto surgiu na 2ª Promotoria de Justiça de Goioerê, na Região Centro-Ocidental, e tem o objetivo de prestar esclarecimento e acolhimento aos pais ou responsáveis de crianças e adolescentes vítimas de crimes sexuais e impulsionar a persecução penal relacionada a esses delitos.


O resultado foi anunciado nesta terça-feira, 28 de novembro, na cerimônia de premiação dos 27 finalistas realizada na sede do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), em Brasília.  Os programas e projetos foram selecionados dentre 45 semifinalistas, que integraram um grupo de 586 iniciativas de unidades e ramos do Ministério Público brasileiro habilitadas a concorrer à premiação este ano.


Representando o MPPR, participaram da cerimônia a subprocuradora-geral de Justiça para Assuntos de Planejamento Institucional, Samia Saad Gallotti Bonavides, e a promotora de Justiça Simone Berci Francolin, idealizadora do projeto, e a servidora Ana Laura Vieira, que atuam na 4ª Promotoria de Justiça de Castro. Confira a lista dos premiados.

Leia mais:

Imagem de destaque
ATENÇÃO

Unicentro abre inscrições para o Curso Pré-Vestibular de 2024

Imagem de destaque
CONFIRA

Estado abre inscrições para maior edição do Ganhando o Mundo, com 1,2 mil alunos

Imagem de destaque
BALANÇO DA PM

Com menos furtos, roubos e homicídios, Verão Maior teve grande público e praias seguras

Imagem de destaque
ENERGIA ELÉTRICA

6,4 mil domicílios estão sem energia após passagem de temporal no Paraná


"Representar o Ministério Público do Paraná em uma premiação nacional foi estimulante para o projeto de acolhimento às vítimas. Estamos todos de parabéns e muito felizes com a nossa participação e com a premiação. Cumprimento a promotora de Justiça Simone Berci Francolin e a servidora Ana Laura Vieira também. Foi um momento muito alegre, muito acolhedor", destaca Samia Saad Gallotti Bonavides.


"É com enorme satisfação pessoal e profissional que recebi a premiação em meio a tantas iniciativas, com o apoio de servidores da minha equipe, em uma classe altamente capacitada", afirma Simone Berci Françolin. "A entrega da premiação fez-me novamente vivenciar a transformação social que aconteceu a partir da iniciativa e relembrar atendimentos e pessoas que, de alguma forma, me acompanharam nessa trajetória. Destaco a atuação da minha assessora, Ana Laura Vieira, e da psicóloga Marina Curi, parceira nessa iniciativa. Também é uma enorme satisfação ver o direito das vítimas, reconhecido como uma boa prática, numa cerimônia nacional do Conselho Nacional do Ministério Público. 


Espero que a publicação do resultado impulsione promotores e servidores da instituição na divulgação de suas iniciativas e na construção de uma sociedade mais justa e igualitária. Ainda que as condições não sejam as perfeitas, sejam as possíveis. Que fortaleça o espírito de resiliência tão necessário ao desenvolvimento de políticas públicas de significativo e impacto social", ressalta.

© Copyright 2023 Grupo Tarobá