Linha 4

Publicidade

Cinco ônibus foram retidos na Operação Muralha/Hórus

Redação Tarobá News

Na quarta-feira (04), no âmbito da Operação Muralha/Hórus, cinco ônibus foram retidos e encaminhados para a Receita Federal em Foz do Iguaçu por transportarem mercadorias que caracterizam destinação comercial.

Estas retenções resultaram da integração dos órgãos de segurança atuantes na Operação. Foram realizadas várias ações durante o dia e a noite, e os veículos foram retidos em horários diversos. Entre os veículos, um foi apreendido por ter dois fundos falsos carregados com mercadorias.

Ninguém foi preso, porém serão enviadas Representações Fiscais para fins penais ao Ministério Público para apuração dos ilícitos. Estima-se que as mercadorias cheguem a  R$ 1 milhão.

A Receita Federal disponibiliza um telefone de contato para denúncias, de forma anônima, por meio do número (45) 9 9152-2036.

A Operação Muralha é coordenada pela Receita Federal em parceria com a Polícia Rodoviária Federal, Polícia Federal, Exército, Marinha, Aeronáutica, Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA), Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Agência Brasileira de Inteligência (ABIN), Departamento de Estradas e Rodagem (DER), Secretaria de Segurança Pública do Paraná (Polícia Militar do Paraná, Polícia Civil e Departamento de Inteligência do Estado do Paraná – DIEP), Justiça Estadual, Ministério Público Estadual da Comarca de São Miguel do Iguaçu e Receita Estadual do Paraná.

A Operação Hórus faz parte do Programa V.I.G.I.A. do Ministério da Justiça e Segurança Pública com o objetivo de coibir os crimes transnacionais. Ela é realizada de forma integrada pela Receita Federal do Brasil, Polícia Federal (PF), Batalhão de Polícia de Fronteira da Polícia Militar do Paraná (BPFRON), Polícia Rodoviária Federal (PRF), Centro de Operações Policiais Especiais (Cope) e Tático Integrado de Grupos de Repressão Especial (Tigre) da Polícia Civil do Paraná, Força Nacional de Segurança Pública e Exército Brasileiro, com apoio da Secretaria de Operações Integradas (SEOPI) do Ministério da Justiça e Segurança Pública.

Fonte: Receita Federal

COMENTÁRIOS

Publicidade