Em um ano, Curitiba teve quase 600 casos de violência sexual contra crianças e adolescentes

Redação Tarobá News
Policial | Publicado em 15/05/2019 às 14:44

Foto: Divulgação MP-PR

O Ministério Público do Paraná lançou nesta semana (no dia 14 de maio) a Liga Boqueirão de Enfrentamento à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes, um projeto-piloto da instituição que objetiva oferecer suporte completo às vítimas de crimes sexuais e suas famílias. O trabalho é realizado por meio da Promotoria do Boqueirão, que atende os bairros Hauer, Xaxim, Boqueirão e Alto Boqueirão – um universo de quase 200 mil pessoas.

Só em 2018, 599 casos de violência sexual contra crianças e adolescentes (o número inclui situações confirmadas e suspeitas) foram registrados nas dez regionais de Curitiba pelo Sistema Nacional de Atendimento Médico (Sinam). Com 76 registros, a Regional do Boqueirão figura entre as que mantém o número mais elevado de casos na capital.

A cerimônia de lançamento foi aberta pelo procurador-geral de Justiça, Ivonei Sfoggia, que destacou em sua fala a importância do trabalho ter como público-alvo as crianças e adolescentes que sofrem abuso. “São pessoas que ainda estão em formação, que precisam ser protegidas, tratadas e cuidadas, visto que essa forma de violência deixa marcas profundas”, disse Ivonei, reforçando também a necessidade da participação do Município na ação. “É muito importante que a prefeitura de Curitiba adote esse projeto como política pública para todos os bairros da capital, para toda cidade. Contamos com a parceria do Município nesse sentido”, afirmou o procurador-geral, lembrando ainda que a proteção e garantia dos direitos das crianças e adolescentes é parte da missão constitucional do Ministério Público.

Coordenado pelo promotor de Justiça Eduardo Alfredo de Melo Simões Monteiro, o projeto foi elaborado com o apoio da Subprocuradoria-Geral de Justiça para Assuntos de Planejamento Institucional (Subplan) e do Núcleo de Apoio Técnico Especializado do Centro de Apoio Técnico à Execução (Nate-Caex). A data do lançamento foi escolhida a propósito do Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes, lembrado no dia 18 de maio.

Além do procurador-geral de Justiça, a solenidade teve a participação do coordenador do Núcleo de Infância e Juventude da Defensoria Pública do Paraná, Marcelo Diniz; da juíza Gianne Maria Moreschi, do Fórum Descentralizado do Boqueirão; da diretora do Departamento de Políticas Públicas para Crianças, Adolescentes e Idosos da Secretaria de Estado da Justiça, Família e Trabalho, Ângela Cristianne Lunedo de Mendonça; do advogado Marcelo Garcia Neves, que integra a Comissão da Criança e Adolescente da OAB do Paraná; da supervisora regional do Boqueirão da Fundação de Ação Social (FAS), Valdirene Alves Pires; da supervisora de gestão da Secretaria Municipal de Saúde, Flávia Celene Quadros; da chefe do Núcleo Regional de Educação do Boqueirão, Nilce Cardoso Malage, e do diretor da ESIC Business & Marketing School, padre Ari João Erthal.

Leia mais: Banda B



Relacionados

Cascavel | 20-06-2019 11:13

DH já identificou suspeito de balear homem no Centro

DH já identificou suspeito de balear homem no Centro

Palotina | 20-06-2019 10:33

Patrulha Rural apreende essências de narguilé e mais produtos do PY

Patrulha Rural apreende essências de narguilé e mais produtos do PY

Alto Paraíso | 20-06-2019 10:23

PRF aborda caminhão antigo e descobre quase 100 quilos de maconha

PRF aborda caminhão antigo e descobre quase 100 quilos de maconha

Curitiba | 20-06-2019 08:56

Homem é morto com dez tiros em bairro de Curitiba

Homem é morto com dez tiros em bairro de Curitiba

PUBLICIDADE