Inquérito sobre morte de secretário de Assis Chateaubriand é concluído

Ellen Santos
Policial | Publicado em 11/07/2018 às 15:45

O inquérito sobre a morte do secretário de Esportes de Assis Chateaubriand Elder Franzoi Coutinho, de 29 anos foi concluído pela Polícia Civil.

O delegado Thiago da Silva Teixeira afirmou que Gilvane Banzanella Lulu, de 34 anos atropelou o secretário de propósito. Ele foi indiciado por homicídio qualificado contra Elder e tentativa de homicídio contra uma das crianças atropeladas.

De acordo com o delegado, a esposa de Gilvane, Dcheimy Janayna Baessa, de 35 anos, é professora, trabalha no Núcleo Regional de Educação e contou que se envolveu com Elder Franzoi Coutinho uma vez. Ele descobriu após ver mensagens no celular da mulher, mas ao que tudo indicava Gilvane teria superado a traição.

Crime

Elder havia acabado de chegar para o trabalho, quando o motorista da caminhonete invadiu o ginásio e o atropelou. Além do secretário, duas crianças ficaram feridas e foram levadas para o hospital. Segundo informações, elas não correm risco de morrer.



Leia mais: Crime passional, aponta depoimento sobre atropelamento de secretário

Caminhonete invade ginásio, mata secretário e fere crianças

Atropelamento e morte de secretário pode ter sido intencional

Carro envolvido em acidente com morte de secretário é periciado

Câmeras flagram caminhonete momentos antes de atropelamento que matou secretário







Relacionados

Cascavel | 18-07-2018 21:00

Perseguição da GM, resulta em apreensão de maconha no Maria Luiza

Perseguição da GM, resulta em apreensão de maconha no Maria Luiza

Cascavel | 18-07-2018 20:50

Homem tem ferimentos moderados após ser agredido no Periolo

Homem tem ferimentos moderados após ser agredido no Periolo

Londrina | 18-07-2018 20:31

Carro roubado na zona norte é recuperado pela PM

Carro roubado na zona norte é recuperado pela PM

Cascavel | 18-07-2018 20:24

Casal é detido com aproximadamente R$ 30 mil dentro de mala

Casal é detido com aproximadamente R$ 30 mil dentro de mala

PUBLICIDADE